« Anterior | Principal | Próximo »

Misturando física quântica com música eletrônica

Categorias dos posts:

Eric Camara | 2011-08-05, 18:11

O que o Centro Europeu de Investigação Nuclear (Cern, na sigla em inglês) e a música eletrônica têm em comum? A edição deste ano do festival austríaco Ars Electronica.

Os organizadores do evento anual de artes digitais iniciado em 1979 decidiram neste ano dedicá-lo ao ambicioso projeto transnacional, famoso por seu gigantesco acelerador de partículas, construído na Suíça.

chambre des machines, installation, Nicolas Bernier, Martin Messier, must credit: Kirstie Shanley

La Chambre de Machines - Crédito: Kirstie Shanley

Sob o título "Origens - Como tudo começa", além de música, entre 31 de agosto e 6 de setembro, o Ars Electronica deste ano vai promover palestras com cientistas e artistas, exibir filmes e animações e obras de arte relacionadas ao tema.

Um dos pontos altos, para quem gosta de música eletrônica, vai ser o show da noite de domingo, dia 4/9.

De instalações musicais, como o "heptapiano robótico" do austríaco Winfried Ritsch, e a Chambre des Maschines, de Nicolas Bernier e Martin Messier, até orquestras tocando Bruckner e Edgar Varèse, o evento almeja ir da origem até o ponto atual da música eletrônica.

A parceria do Cern também marca o início do papel de mecenas da instituição de pesquisa.

A partir de agora, ele vai dar o seu selo de aprovação a até dois projetos de artes por ano, desde, claro, que tenham inspiração na física quântica.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.