« Anterior | Principal | Próximo »

Trocando o carro por transporte público vitalício

Categorias dos posts:

Eric Camara | 2011-07-13, 21:10

A empresa que administra o transporte público da cidade de Murcia, na Espanha, lançou uma ideia original para reduzir a poluição e os problemas de estacionamento e engarrafamento: oferece um passe vitalício em troca de um carro.

tranvia, murcia, train

O cidadão interessado em se livrar do seu veículo - naturalmente legalizado, sem multas e em boas condições de uso - precisa apenas entrar em contato com a empresa pelo site. A Tranvía de Múrcia promete retornar "na maior brevidade possível".

A iniciativa de Murcia, que pelos mapas disponíveis na internet parece ser provida de um sistema de transporte público para lá de satisfatório, é mais uma na lista das cidades que tentam equacionar o bem-estar dos cidadãos e a sua vontade de ter carros.

Em Londres, o ex-prefeito Ken Livingstone criou o pedágio urbano, cobrado dos motoristas que trafegam pela zona central da cidade durante a cidade. Também aqui e em outras cidades europeias, foram criados esquemas de aluguel de bicicletas, na esperança de que o cidadão deixe o "poderoso" em casa e pedale.

São Paulo e Cidade do México criaram o rodízio de placas, para ficar em poucos exemplos. As opções são muitas, mas até agora, não tenho conhecimento de qualquer lugar em que o número de carros nas ruas esteja caindo.

No Brasil, muitos dizem que deixariam o carro em casa se tivessem alternativas decentes. É fácil falar, diante das péssimas condições do transporte público na maioria das grandes cidades. E se você morasse em Murcia, trocaria seu carro definitivamente por ônibus, bondes e trens?

ComentáriosDeixe seu comentário

  • 1. às 11:58 PM em 09 nov 2011, Odalberto Domingos Casonatto escreveu:

    Gostei da idéia, trocar um carro por um passe de ônibus vitalício. Parece perfeito tudo estaria resolvido, tudo estaria melhor: menos poluição, menos automóveis, menos mortes no transito etc... Só que existe ainda alguma coisa que precisa ser resolvida. Como irão reagir as indústrias automobilísticas perdendo uma grande parte na vendas dos automóveis. Será que algum homem de negócio acolheria esta idéia. Acredito que muitos não abririam a mão do status social que possui um proprietário de automóvel. Vamos esperar para ver quais os países que acreditam nesta idéia e vão tentar colocar em prática. Penso que estamos numa situação limite e atitudes, sejam moderadas ou drásticas deverão ser tomadas pelos governantes em um tempo muito breve.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.