BBCParaAfrica.com
Brasil
Espanhol
Francês
Swahili
Somali
Inglês
Outras línguas
 
Última actualização: 07 Junho, 2009 - Publicado às 23:50 GMT
 
E-mail um amigo   Versão para imprimir
Bissau: Baciro Dabó foi a enterrar
 

 
 
Funeral de Baciro Dabó
As eleições presidenciais terão nova data depois da morte de Dabó
Milhares de familiares, amigos e conhecidos acompanharam este domingo o major Baciro Dabó à sua última morada.

O ex-ministro da Administracão Territorial e candidato às presidenciais de 28 de Junho foi abatido a tiro na passada sexta-feira na sua residência em Bissau.

As autoridades militares e para-militares justificaram a sua morte com o seu envolvimento numa alegada tentativa de golpe de Estado entretanto abortada.

Helder Proença, deputado, igualmente abatido na sequência da caça aos supostos envolvidos nessa alegada intentona vai a enterrar na segunda-feira à tarde.

Gritos de desespero receberam os restos mortais de Baciro Dabó à sua chegada ao local que era a sua sede de campanha, no club da UDIB, em Bissau.

Depois foi a vez do PAIGC render homenagem ao dirigente que se destacou na mobilização de votos, nas últimas eleições legislativas, ganhas pelo partido.

Foram momentos de muita tristeza para citadinos de Bissau que afluiram em massa às cerimónias fúnebres, onde, entre várias personalidades ligadas à vida política e económica da Guiné, se destacou, Henrique Pereira Rosa.

Ele é um dos candidatos às próximas eleições presidenciais. Falando à imprensa, Pereira Rosa deixou uma mensagem de esperança:

"Isto tudo dá-nos mais forca para lutar para uma Guiné melhor, sem exclusão."

Violência

O próximo Presidente da República deverá enfrentar o grande desafio de combater os assassínios que ocorrem na Guiné.

Funeral de Baciro Dabó
Guineenses acorreram em massa ao funeral de Dabó

"Se eu ganhar as eleições, sózinho nao posso fazer nada, todos nós temos que lutar para acabar com este clima de violência", disse Henrique Pereira Rosa.

Falando à BBC, Paulo Mendonça, outro candidato independente, também reagiu à morte do também chamado Major do Povo.

"É pena, a Guiné está cheia de sangue, mas vai acabar um dia. Deus vai fazer a justiça", disse Paulo Mendonça.

As eleições presidenciais, anteriormente previstas para 28 de Junho, terão uma nova data devido ao falecimento de Baciro Dabó.

O Presidente da República, Raimundo Pereira, os responsáveis da Comissão Nacional de Eleições e representantes de partidos políticos reúnem-se esta segunda-feira para acertar uma nova data para as eleições.

 
 
LINKS LOCAIS
Guineenses querem comissão da verdade
27 Maio, 2009 | Notícias
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
E-mail um amigo   Versão para imprimir
 
 
 
BBC Copyright Logo
 
^^ De volta ao topo
  Arquivo
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>