BBCParaAfrica.com
Brasil
Espanhol
Francês
Swahili
Somali
Inglês
Outras línguas
 
Última actualização: 07 Julho, 2008 - Publicado em 00:53 GMT
 
E-mail um amigo   Versão para imprimir
Carlos Queirós prepara-se para treinar Portugal
 
Alex Ferguson e Carlos Queirós
Queirós vai desistir de esperar que Ferguson decida reformar-se
Carlos Queirós, o treinador adjunto do Manchester United, não descarta a possibilidade de deixar a equipa para se transformar no novo seleccionador de Portugal.

Queirós encontrou-se na semana passada com dirigentes da Federação Portuguesa de Futebol, com quem discutiu uma oferta de cerca de US$3 milhões para um contrato de 4 anos em substituição de Luiz Filipe Scolari.

Ele está agora à espera de uma decisão do Manchester United e da Federação Portuguesa de Futebol.

"Não tenho muito mais a dizer neste momento. Tudo terá de ser resolvido pelo Manchester United e pela Federação Portuguesa. Devemos esperar calmamente. Falei com as suas partes e agora estou à espera de uma decisão," disse o treinador.

Carlos Queirós já foi treinador do Real Madrid e das selecções de honras da África do Sul e dos Emirados Árabes Unidos, e da selecção portuguesa de sub-20.

Ele chegou ao Manchester United em meados de 2002 para assumir o cargo de adjunto de Alex Ferguson.

Depois de ter estado apenas uma época no Real Madrid, foi despedido pelo clube e regressou ao Manchester United em 2004.

O Manchester United estaria, a todo o custo, a tentar manter Queirós na equipa.

Há muito que ele é visto como o sucessor virtual de Alex Ferguson, quando o velho escocês finalmente decidir reformar-se.

Real "desiste" de Cristiano Ronaldo

O presidente do Real Madrid, Ramón Calderón, diz esperar que Cristiano Ronaldo continue no Manchester United.

Cristiano Ronaldo
É muito pouco provável que Cristiano Ronaldo vá já para o Real

"Enquanto as coisas continuarem assim, o mais provável é que Cristiano Ronaldo continue a jogar no Manchester United no próximo ano," disse Calderón.

"Teoricamente ainda temos tempo para negociar, faltam dois meses até o fim de Agosto."

Calderón também disse que os esforços do Real Madrid para recrutar Ronaldo haviam atingido um impasse devido à reluctância do Manchester United em vender o jogador.

O presidente do Real Madrid e o chefe-executivo do Manchester United, David Gill, encontram-se esta segunda-feira na assembleia geral da Associação Europeia de Clubes de Futebol, na Suiça.

Será o primeiro frente-a-frente entre ambos desde que começaram a circular os remores em relação à possível transferência de Cristiano Ronaldo para o clube espanhol.

O jogador português assinou um contrato por cinco anos com o Manchester United antes da equipa ter conquistado o Premier League Inglesa e a Liga dos Campeões Europeus na última temporada.

Os 42 golos que marcou durante a época valeram-lhe o título de Melhor Futebolista da Premier League pelo segundo ano consecutivo.

Kaká no Chelsea?

O vice-presidente do AC Milan, Adriano Galliani, diz que o Chelsea fez uma "oferta astronómica" pelo passe do brasileiro Kaká.

Kaká
Em 2007 Kaká conquistou uma série de troféus internacionais

Há muito que se sabe do interesse dos Blues no Melhor Futebolista do Ano.

A nova oferta ao AC Milan terá sido instigada pelo ex-seleccionador do Brasil e novo treinador do Chelsea, Luiz Filipe Scolari.

Adriano Galliani disse ao jornal italiano La Stampa: "Recebemos uma oferta astronómica do Chelsea pelo passe de Kaká."

Galliani não revelou o valor da oferta ou a data em que esta foi feita.

Em Junho, o director técnico do AC Milan, o brasileiro Leonardo de Araújo, disse à BBC Sport que seria "impossível" que o Chelsea contratasse Kaká.

Contudo, o próprio jogador, agora com 26 anos, revelou em Abril, também à BBC Sport, que não descartava a possibilidade de, um dia, jogar num dos grandes clubes da Premier League Inglesa.

O dono do Chelsea, o bilionário russo Roman Abramovich, é um grande fã de Kaká, que está neste momento no Brasil a recuperar de uma lesão.

O jogador estaria a preparar-se para deixar o AC Milan, depois do clube o ter impedido de integrar a selecção olímpica do Brasil.

Kaká assinou em Março um contrato de cinco anos com o AC Milan, mas também sabe que o clube não vai disputar a milionária Liga dos Campeões, depois de ter terminado em quinto lugar na Serie A na última temporada.

Luiz Filipe Scolari confirmou o interesse do Chelsea em Kaká mas desmentiu que o clube se estivesse a preparar para pagar US$100 milhões pela sua contratação.

Várias fontes dizem que o montante financeiro seria muito inferior mas que envolveria a transferência para o AC Milan dos atacantes Didier Drogba e Andrei Shevchenko.

Arshavin na Inglaterra?

Andrei Arshavin
Andrei Arshavin mantém-se em silêncio sobre o seu futuro

O treinador do Zenit de São Petersburgo, o holandês Dick Advocaat, diz que o seu distribuidor de jogo, Andrei Arshavin, só será transferido para um clube que esteja disposto a pagar US$40 milhões pelo seu passe.

Arshavin, de 27 anos, estaria a pensar em transferir-se para o Barcelona - que já contactou o Zenit.

Mas, de acordo com a imprensa russa, Arshavin vai estar esta semana em Londres para negociações com o Arsenal e com o Chelsea.

"Não podemos mantê-lo aqui se alguém fizer uma boa oferta - queremos entre US$40 e US$50 milhões," disse Advocaat.

Contudo, o agente de Arshavin, Dennis Latcher, disse que o Chelsea perdeu todo o interesse no jogador russo depois de ter ido ao Barcelona contratar o médio luso-brasileiro, Deco.

Nigerianos sem vistos

A selecção olímpica de futebol da Nigéria cancelou um estágio que tinha marcado nos EUA devido a problemas administrativos.

Os nigerianos deviam defrontar na cidade de Miami as selecções olímpicas das Honduras e de Trinidad e Tobago como parte dos seus preparativos para os Jogos Olímpicos, que começam em Agosto na capital chinesa.

Selecção olímpica de futebol da Nigéria
Os nigerianos não conseguiram vistos para entrar nos EUA

"Não podíamos garantir o cumprimento do prazo estabelecido pelos organizadores do torneio em Miami. Por isso decidimos cancelar os nossos pedidos de vistos de entrada nos EUA," disse à BBC Sport o seleccionador olímpico da Nigéria, Samson Siasia.

"Esforcei-me por assegurar datas confortáveis para os jogos, mas a situação ficou completamente descontrolada. Seria difícil conseguir os vistos em tão curto prazo; tentámos conseguí-los quando estivemos a estagiar em Portugal mas a embaixada norte-americana disse que tínhamos de pedir os vistos na Nigéria," revelou Siasia.

O antigo internacional das Super Águias admitiu que o cancelamento do estágio nos EUA foi "uma pequena complicação" para os preparativos da equipa para os Jogos Olímpicos.

Contudo disse que a selecção iria fazer um jogo de preparação na Coreia do Sul antes de desembarcar em Pequim.

Os nigerianos, que venceram o torneio de futebol nos Jogos Olímpicos de 1996, estão desta vez no Grupo B, com a Holanda, os EUA e o Japão.

Nadal vence Wimbledon

O espanhol Rafael Nadal conseguiu estancar uma incrível recuperação do suiço Roger Federer e venceu, pela primeira vez, o Open de Ténis de Wimbledon.

Nadal e Federer
Rafael Nadal quebrou cinco anos de hegemonia de Roger Federer

Nadal, de 22 anos, venceu os dois primeiros sets pelas parciais de 6-4 e 6-4 e perdeu os dois sets seguintes ao tie-brake, por 6-7 e 6-7. No último e decisivo set voltou a vencer por 9-7.

Foi a terceira final consecutiva que ambos disputaram; Federer vencera os últimos cinco torneios de Wimbledon.

Nadal foi o primeiro tenista, desde o sueco Bjorn Borg, em 1980, a vencer sucessivamente o Open de França e da Inglaterra.

Questionado sobre o que sentiu após a sua vitória sobre o número um mundial, o espanhol limitou-se a dizer: "É impossível explicar como me sinto neste momento. Só posso dizer que estou muito, muito feliz. É um sonho jogar em Wimbledon, o meu torneio favorito, mas nunca pensei que fosse ganhar."

Federer, que conseguiu vencer apenas um de 14 break points, disse: "Tentei tudo mas não consegui. O Rafa é o justo campeão; o seu jogo foi simplesmente fantástico."

Hamilton vence GP da Grã-Bretanha

Lewis Hamilton a cortar a meta em Silverstone
Lewis Hamilton fez uma corrida impecável, apesar da chuva

O inglês Lewis Hamilton venceu o Grande Prémio de Fórmula 1 da Grã-Bretanha, disputado este domingo no circuito de Silverstone.

O piloto da McLaren está agora empatado aos pontos (48) com os seus adversários da Ferrari, o finlandês Kimi Raikkonen (que terminou em quarto) e o brasileiro Filipe Massa (que terminou em décimo-terceiro).

O alemão Nick Heidfeld, da BMW, cortou a meta em segundo lugar e o brasileiro Rubens Barrichello, da Honda, em terceiro.

A vitória de Hamilton terá sido possivelmente a melhor corrida da sua curta carreira e permitiu-lhe somar 10 valiosos pontos - depois de não ter conseguido pontuar nas duas prévias corridas.

Mas em Silverstone, sob chuva, ele mostrou o seu superlativo talento natural e tornou-se no primeiro piloto inglês a vencer em "casa" desde Jonny Herbert, em 1995.

 
 
LINKS LOCAIS
Carlos Queiroz decide sobre Portugal
04 Julho, 2008 | Notícias
Ronaldo reúne com médicos do Man Utd
03 Julho, 2008 | Notícias
Newcastle revê futuro de Barton
02 Julho, 2008 | Notícias
LINKS EXTERNOS
A BBC não é responsável pleo conteúdo de sítios externos da internet
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
E-mail um amigo   Versão para imprimir
 
 
 
BBC Copyright Logo
 
^^ De volta ao topo
  Arquivo
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>