BBCParaAfrica.com
Brasil
Espanhol
Francês
Swahili
Somali
Inglês
Outras línguas
 
Última actualização: 12 Maio, 2008 - Publicado em 01:17 GMT
 
E-mail um amigo   Versão para imprimir
Fazendeiros da Amazónia passam de 'heróis a vilões'
 
amazonas
os 'desbravadores' da floresta da Amazónia agora são 'criminosos'
Fazendeiros vistos como heróis por colonizarem a Amazónia na década de 70 hoje são considerados vilões ambientais pelo mesmo governo federal que os incentivou a ocupar as terras, afirma uma reportagem publicada em Abril pelo diário britânico The Times.

A reportagem conta a história dos fazendeiros que, durante o governo militar, ganharam terras no município de Alta Floresta, no Mato Grosso, como indemnização por terras perdidas para projectos hidro-elétricos.

"Mesmo com a pressão dupla do aumento dos preços de alimentos e da demanda por biocombustíveis, o Brasil não vê mais a Amazónia como um território vazio à espera de desenvolvimento, mas como a maior reserva de biodiversidade do mundo e uma arma crucial no combate ao aquecimento global", diz o Times.

O tradicional jornal londrino ressalta a mudança na percepção do papel que os "desbravadores da Amazónia" teriam: de "pioneiros" e representantes do progresso, passaram a "criminosos" e desmatadores.

Foto com presidentes

"Sentíamos que estávamos a construir alguma coisa aqui e éramos elogiados por isso. Tirei foto ao lado de dois presidentes. Eles nos tratavam como heróis", afirmou ao jornal britânico o fazendeiro Dernei Olindo del Moro.

De acordo com declarações de fazendeiros publicadas pelo The Times, os antigos "pioneiros" hoje sentem-se abandonados pelo governo federal, que vem apertando a fiscalização na região.

 Os incentivos económicos para colonizar e desbravar a região são enormes.
 
Carlos Peres, cientista brasileiro da Universidade de East Anglia

"Ainda não se sabe se essas medidas vão surtir efeito. Apesar do enorme reforço de novos funcionários, ainda há poucos agentes do Ibama na fiscalização", afirma a reportagem.

"Operações federais numa região tendem a deslocar grileiros e madeireiros ilegais para outra, e as vastas áreas de floresta não consolidada são uma tentação para os fazendeiros."

O repórter do The Times conclui a notícia com uma declaração taxativa do cientista brasileiro Carlos Peres, professor da Universidade de East Anglia, na Grã-Bretanha.

"Os incentivos económicos para colonizar e desbravar a região são enormes. Se eu quisesse ganhar dinheiro, ficaria lá mesmo."

 
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
E-mail um amigo   Versão para imprimir
 
 
 
BBC Copyright Logo
 
^^ De volta ao topo
  Arquivo
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>