BBCParaAfrica.com
Brasil
Espanhol
Francês
Swahili
Somali
Inglês
Outras línguas
 
Última actualização: 28 Junho, 2007 - Publicado em 02:25 GMT
 
E-mail um amigo Versão para imprimir
Hamas critica nomeação de Blair
 
Tony Blair
Alguns círculos políticos contestam a nomeação de Tony Blair
Tony Blair, que abandonou o cargo de primeiro-ministro britânico, depois de 10 anos no poder, acaba de ser nomeado representante do Quarteto Internacional para o Médio Oriente.

Blair vai agir em nome do Quarteto, constituído pelos Estados Unidos, a União Europeia, a Rússia e as Nações Unidas.

O seu trabalho será mobilizar assistência para os palestinianos e ajudá-los a desenvolver as suas instituições e economia.

O porta-voz do Hamas na cidade de Gaza, Fawzi Bahoum, afirmou que Blair não era a pessoa indicada para o cargo de mediador no Médio Oriente.

"Consideramos Blair um aliado da administração americana. Ele não é aceitável para os palestinianos porque apoiou a violência israelita contra os nossos direitos."

Israel saudou a sua nomeação, mas um analista da BBC afirma que Blair tem falta de credibilidade junto dos árabes, principalmente devido ao envolvimento da Grã-Bretanha no conflito iraquiano.

 A sua tarefa é ser um mediador agressivo do Quarteto e das partes interessadas
 
Tony Snow, porta-voz da Casa Branca

Não é surpreedente o apoio da Casa Branca; afinal de contas foram o Presidente Bush e a Secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, que fizeram pressão para que Blair assumisse o papel de enviado do Quarteto para o Médio Oriente.

Mas, depois de elogiar Blair como um "negociador habilidoso", o porta-voz da Casa Branca, Tony Snow, tentou minimizar as expectativas.

"Ele não é o super-homem. A sua tarefa é ser um mediador agressivo do Quarteto e das partes interessadas para tentar descobrir formas de progredir onde não foi possível tanto quanto desejaríamos no passado."

Interrogações

Também há questões sobre se os outros membros do Quarteto para o Médio Oriente - a Rússia, a União Europeia e as Nações Unidas - partilham a visão de Washington em dar a Blair este cargo.

 Consideramos Blair um aliado da administração americana. Ele não é aceitável para os palestinianos porque apoiou a violência israelita
 
Fawzi Bahoum, porta-voz do Hamas

Contudo, o negociador-chefe palestiniano, Saeb Erekat, disse à BBC que o Presidente Mahmoud Abbas recebeu bem a noemação de Blair.

"Acredito que Blair pode fazer a diferença em termos do desenvolvimento da instituição palestiniana, desenvolvimento económico e boa governação. Acredito que o conhecimento e empenho para a paz de Blair é genuíno e sincero."

Para Tony Blair esta é uma oportunidade para desenvolver um legado diferente do do Iraque. Mas será que ele vai ter sucesso onde tantos outros falharam?

 
 
LINKS EXTERNOS
A BBC não é responsável pleo conteúdo de sítios externos da internet
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
E-mail um amigo Versão para imprimir
 
 
 
BBC Copyright Logo
 
^^ De volta ao topo
  Arquivo
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>