A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Imigrantes viajam em eixo de caminhões para tentar entrar na Grã-Bretanha

24 março 2014 Atualizado pela última vez 14:27 (Brasília) 17:27 GMT

Imigrantes foram flagrados pela reportagem da BBC entrando embaixo de caminhões e viajando no eixo dos veículos para tentar entrar na Grã- Bretanha.

Os incidentes estão ocorrendo em Calais, a cidade da França onde os caminhões costumam pegar a balsa para a travessia do Canal da Mancha rumo à Grã-Bretanha.

A BBC instalou câmeras adaptadas para capturar imagens noturnas embaixo de um caminhão, e as imagens mostraram os imigrantes se equilibrando no eixo dos veículos e pegando uma "carona" sem que os motoristas percebessem.

Recentemente, dois migrantes morreram tentando chegar à cidade de Dover, do outro lado do canal, já na Grã-Bretanha.

Mais tentativas

Segundo o ministro da Imigração britânico, James Brokenshire, houve um aumento no número de pessoas tentando entrar no país através do canal.

Brokenshire diz que isto se deve principalmente aos conflitos no Oriente Médio e norte da África.

Migrantes se equilibram precariamente no eixo de grandes caminhões a caminho da Grã-Bretanha (BBC)
Migrantes se equilibram precariamente no eixo de grandes caminhões a caminho da Grã-Bretanha

O caminhoneiro Clive Mills, cujo caminhão foi usado por migrantes sem que ele percebesse, contou à BBC que não viu "quando eles subiram no eixo".

"É assustador. Alguma coisa, em algum lugar tem que mudar, pois você pode matar pessoas", disse.

Colin Campbell, correspondente da BBC para a região sudeste da Inglaterra, afirmou que os grupos de migrantes se reúnem nas estradas próximas ao porto de Calais.

"Calais está vivendo, novamente, um aumento no número de migrantes. Muitos sírios estão chegando lá, eles dizem que estão fugindo da guerra e da perseguição. Outros vieram do Afeganistão, Iraque, Líbia e Eritreia", disse.

As estimativas é que mais de 400 imigrantes estão na região, a maioria vivendo em condições péssimas em um acampamento improvisado perto do porto.

Mortes

Um imigrante foi visto pela reportagem subindo em um caminhão e, quando o caminhão parou depois de um alerta da BBC, ele teve que saltar. Ele contou que sabe dos riscos, mas precisa chegar à Grã-Bretanha.

"Este país não é bom para viver, temos que ir para a Inglaterra", disse ele, se referindo à França.

George Gillas Sallam, um funcionário de uma organização de caridade que fornece suprimentos para imigrantes, afirmou que dois morreram recentemente e "nada foi feito".

"Acho que encontraram um lugar para eles no cemitério, mas acho que foi só isso. Alguns corpos foram repatriados, mas isto (rendeu) apenas uma linha no jornal em Calais", disse.