BBC navigation

Onda de protestos deixa mortos na Ucrânia

Atualizado em  22 de janeiro, 2014 - 18:33 (Brasília) 20:33 GMT

Player

Ao menos duas pessoas morreram em confrontos nesta quarta-feira, em meio às tensões que se arrastam há dois meses.

Assistirmp4

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Ao menos duas pessoas morreram nesta quarta-feira em mais um dia de violência em Kiev, capital da Ucrânia, em meio a protestos que se arrastam há dois meses no país.

Promotores confirmaram que as vítimas morreram de ferimentos a bala. São as primeiras mortes desde que as manifestações começaram, em novembro - provocados pela recusa do governo ucraniano em assinar um acordo de aproximação com a União Europeia. O acordo afastaria o país da órbita de influência russa.

Protestos começaram quando governo rejeitou tratado de aproximação com a União Europeia

A violência entre policiais e manifestantes tem se intensificado, com disparos de balas de borracha e de coquetéis molotov.

Nesta quarta-feira, o estopim foi a tentativa da polícia de dispersar manifestantes acampados no centro da cidade - após o Parlamento do país ter aprovado uma lei banindo manifestações.

Até o momento, a lei parece ter conseguido apenas aumentar as tensões no país.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.