Mostra sobre relação com a Lua em Londres expõe 'solidão do universo'

8 janeiro 2014 Atualizado pela última vez 07:15 BRST 09:15 GMT

Exposição traz obras e instalações que buscam interação com único satélite natural da Terra.
Exposição em Londres traz diversas obras e instalações analisando o único satélite natural da Terra.
Uma exposição com diversos artistas analisa o significado da Lua, o único satélite natural do nosso planeta. 'Republic of the Moon' (ou República da Lua) terá suas obras exibidas a partir desta sexta-feira, em Londres, com trabalhos de artistas como Liliane Lijn, Katie Paterson, Agnes Meyer Brandis e Leonid Tishkov (autor da obra acima, parte da série Lua Particular).
Exposição em Londres traz diversas obras e instalações analisando o único satélite natural da Terra.
Lua Particular, do russo Tishkov, conta a história da relação de um homem com uma lua crescente iluminada, em diversas fotografias acompanhadas de versos abordando a solidão do Universo.
Exposição em Londres traz diversas obras e instalações analisando o único satélite natural da Terra.
A obra de Liliane Lijn explora a repetição dos ciclos das fases da Lua. Ela projetou a palavra SHE (ela) na superfície lunar para que as letras lentamente apareçam e logo desapareçam.
Exposição em Londres traz diversas obras e instalações analisando o único satélite natural da Terra.
A inspiração de Agnes Meyer-Brandis veio do livro "The Man in the Moone", de 1638, uma fantasia em que um homem tenta ir para a Lua usando uma carruagem levada por gansos.
Exposição em Londres traz diversas obras e instalações analisando o único satélite natural da Terra.
Meyer-Brandis mescla fantasia e realidade ao interpretar o papel de 'Mamãe Ganso', dando nomes de astronautas a seus onze filhotes e ensinando-os a voar. Esse projeto rendeu um documentário, chamado 'Moon Goose Analogue: Luna Bird Migration Facility' (Foto do documentário 'Moon Goose Analog'/Agnes Meyer-Brandis).
Exposição em Londres traz diversas obras e instalações analisando o único satélite natural da Terra.
Acima, um projeto idealizado pelos estudantes da Escola de Arte, Tecnologia e Design de Bangalore, na Índia, "cujo foco é reivindicar a conexão cultural com o programa espacial indiano Chandrayaan". (Crédito: Joanna Griffin/Moon Vehicle).
Exposição em Londres traz diversas obras e instalações analisando o único satélite natural da Terra.
A artista escocesa Katie Peterson traduziu a Sonata ao Luar, de Beethoven, ao código morse e mandou-a à Lua, através da comunicação Terra-Lua-Terra (EME, na sigla em inglês). A transmissão refletida forma, na volta à Terra, a base de uma nova trilha, tocada durante a exposição em um piano.(Earth Moon Earth/instalação de Katie Peterson)
Exposição em Londres traz diversas obras e instalações analisando o único satélite natural da Terra.
'O risco é seu ao entrar', diz uma instalação do grupo We Colonized the Moon, Sue Corke e Hagen Betzwieser, os artistas residentes da mostra. Eles farão performances e workshops durante a exposição.(Enter at Your Own Risk/WE COLONISED THE MOON)
Exposição em Londres traz diversas obras e instalações analisando o único satélite natural da Terra.
Republic of the Moon fica em cartaz de 10 de janeiro a 2 de fevereiro, no Bargehouse, em Londres. Acima, a obra 'As Good as a Moon Rock', do We Colonized the Moon.