Em exibição: fotos premiadas do Espaço

20 setembro 2013 Atualizado pela última vez 03:47 (Brasília) 06:47 GMT

Nebulosas, o trânsito de Vênus, a aurora boreal, e a via láctea estão entre as imagens vencedoras no concurso Astronomy Photographer of the Year.
Foto: Mark Gee
O Royal Observatory de Greenwich, em Londres, anunciou os vencedores das quatro categorias e dos três prêmios especiais do concurso Astronomy Photographer of the Year de 2013. O primeiro lugar na categoria Terra e Espaço, e o grande vencedor da competição deste ano, foi Mark Gee com uma imagem das Nuvens de Magalhães - duas pequenas galáxias satélites em órbita ao redor da Via Láctea.
Foto: Fredrik Broms
A competição, que é organizada pelo Royal Observatory de Greenwich, em associação com a revista 'Sky at Night', está em seu quinto ano. O segundo lugar na categoria Terra e Espaço, com uma imagem da Aurora Boreal, intitulada Green Energy, ficou para Fredrik Broms da Noruega.
Foto: Adam Block
A imagem vencedora na categoria Espaço Profundo foi a Celestial Impasto: Sh2 - 239 feita por Adam Block. Em apenas alguns milhares de anos, a radiação intensa das estrelas nessa nebulosa irá corroer as nuvens de poeira e gás, alterando radicalmente a sua aparência.
Foto: Tom O'Donoghue
O segundo lugar na categoria Espaço Profundo foi para Tom O'Donoghue com sua foto do Rho Ophiuchi e Antares Nebulae. A aparência esfumaçada das nuvens de poeira nesta imagem é apropriada, uma vez que os grãos de poeira que compõem a nebulosa são semelhantes em tamanho às partículas de fumaça aqui na Terra.
Foto: Man-To Hui
A categoria Nosso Sistema Solar inclui fotos do nosso Sol e de sua família de planetas, luas, asteroides e cometas. A imagem vencedora foi feita por Man-To Hui da China. O escurecimento natural da luminosidade ofuscante do Sol, causada pela presença da Lua, revela o brilho fantasmagórico do gás que tem uma temperatura de um milhão de graus Celsius.
Foto: Alan Friedman
O vice-campeão na mesma categoria foi a foto Magnetic Maelstrom de Alan Friedman. As manchas mais escuras, ou 'penumbra', nesta imagem são cada uma mais ou menos do tamanho da Terra.
Foto: Jacob Marchio
O vencedor desse ano na categoria Jovem Fotógrafo de Astronomia foi o americano Jacob Marchio, de 14 anos. Sua foto da Via Láctea focou em uma das mais espetaculares vistas do centro da galaxia, capturando o brilho de dezenas de bilhões de estrelas pintando faixas de luz no céu.
Foto: Ariana Bernal
O segundo lugar na mesma categoria ficou para a americana Ariana Bernal, de 10 anos. Em sua foto intitulada Goodbye Sun, Hello Moon, o Sol e a Lua, que têm um importante papel para nós aqui na Terra, são vistos aqui presidindo o horizonte. O terceiro objeto é a própria Terra, e aqui a terra, o mar e o céu se encontram em torno de uma megaestrutura construída pelo homem, a ponte Golden Gate, em São Francisco.
Foto: Mark Gee
Moon Silhouettes de Mark Gee venceu o prêmio especial 'Pessoas e Espaço'. Esta é uma foto da silhueta de pessoas contra uma lua crescente. Ao fotografar de uma grande distância pessoas em um observatório, o fotógrafo enfatizou o quão pequeno somos em comparação à grandeza do nosso satélite natural, a Lua.
Foto: Ben Canales
Aparecendo como uma coluna de fumaça subindo do horizonte, uma faixa escura de poeira marca o plano da Via Láctea nesta imagem que ficou em segundo lugar na categoria Pessoas e Espaço, feita por Ben Canales.
Foto: Sam Cornwell
Outro prêmio especial, o 'Sir Patrick Moore' para Melhor Revelação foi para fotos tiradas por pessoas que não participaram da competição anteriormente. O vencedor foi Sam Cornwell com uma imagem do Trânsito de Vênus - a passagem astronômica do planeta Vênus diante do Sol - tirada das montanhas no País de Gales.
Foto: László Francsics
Fotos tiradas usando telescópios controlados por computadores em observatórios de primeira linha em todo o mundo foram inscritas no terceiro prêmio especial 'Robotic Scope'. A imagem feita por László Francsics do Theta Orionis e das Nebulosas foi a vencedora. Uma exposição de todas as imagens vencedoras acontece no Royal Observatory em Londres até dia 23 de fevereiro de 2014. Todas as fotos são cortesia do Royal Museums Greenwich.