Em imagens: tornado deixa rastro de destruição e morte nos EUA

  • 21 maio 2013

Tornado destruidor

O tornado que devastou a localidade de Moore, nos arredores da cidade de Oklahoma, nos Estados Unidos, deixou ao menos 91 mortos, entre eles 20 crianças que estavam em uma escola.

Mais de 120 pessoas estão hospitalizadas e equipes de resgate continuam vasculhando escombros de casas e prédios na busca por sobreviventes.

O tornado, que durou 45 minutos, tinha mais de três quilômetros de diâmetro. Segundo autoridades meteorológicas dos EUA, a tormenta deverá ser incluída na segunda categoria da Escala Fujita, com ventos de até 320 km/h.

Segundo o correspondente da BBC em Moore Alistair Leathheads, apesar da ocorrência de tornados ser comum na região, muitas pessoas não tem porões em suas casas, não tendo para onde fugir.

O presidente Barack Obama declarou estado de emergência na região e ordenou que cerca de 200 membros de equipes de emergência federais se unam às operações de resgate em Oklahoma.

O meteorologista Rick Smith Norman, do Serviço Nacional de Meteorologia, disse à BBC que esse foi o tornado mais forte que ele já viu em 20 anos de carreira.

Em 1999, a localidade de Moore já havia sido varrida por um tornado, que matou 44 pessoas e destruiu milhares de casas.