A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Guia de turismo enfrenta cobra de três metros na Flórida

12 abril 2013 Atualizado pela última vez 14:46 (Brasília) 17:46 GMT

Owen enfrentando píton (crédito: EVN)
Tommy Owen não vacilou e pulou na água capturando a cobra com as mãos.

A região pantanosa de Everglades, no sul do Estado americano da Flórida, tem presenciado um crescimento na população de cobras píton birmanesas (Python bivittatus), não endêmicas da região.

As pítons foram introduzidas na natureza da Flórida por pessoas que as mantinham como animais de estimação.

Sem predadores naturais, elas se multiplicaram. Biólogos acreditam que isso vem causando um declínio acentuado no número de mamíferos que fazem parte da fauna original da região, gerando um problema para o delicado ecossistema do Parque Nacional de Everglades.

Vendo uma píton enquanto acompanhava turistas, o guia Tommy Owen não vacilou e pulou na água capturando o réptil de cerca de três metros de comprimento com as mãos.