BBC navigation

Maré vermelha se espalha pela costa leste da Austrália

Atualizado em  29 de novembro, 2012 - 08:43 (Brasília) 10:43 GMT

'Maré vermelha' na Austrália

  • Relatos da "maré vermelha" começaram nesta terça-feira na famosa praia de Bondi e, rapidamente, se espalharam da costa de Sydney para Clovelly Beach (foto) e Gordon's Bay, causando a interdição do mar nestes locais.
  • O fenômeno se espalhou pela costa leste australiana. A imprensa local já reporta sinais de águas com coloração vermelha na cidade de Newcastle, localizada 160 km ao norte de Sydney, e em Bateman's Bay, que fica 250 km ao sul da cidade.
  • Chamada por muitos de alga vermelha, o problema é causado, de acordo com os jornais locais, pelo 'Noctiluca scintillans'. Trata-se, na verdade, de um protista que se alimenta de plânctons.
  • Nadadores usam a piscina artificial feita com rochas para evitar a água vermelha na costa de Sydney.
  • As pessoas são recomendadas a não se banhar em áreas com a água de coloração vermelha, já que a 'Noctiluca scintillans' pode causar irritações na pele em algumas pessoas, por conta da liberação de amônia.
  • Há relatos de impacto no meio marinho, inclusive causando a morte de peixes na região.
  • Amostras estão em análise para estabelecer as causas da rápida proliferação da "maré vermelha".
  • Uma das hipóteses é que um aumento súbito na temperatura da água e uma grande umidade na atmosfera podem estar ligados ao fenômeno.

Águas vermelhas

Uma "maré vermelha" se espalhou pela costa leste da Austrália e causou a interdição de diversas praias próximas a Sydney.

Relatos da coloração vermelha no mar começaram nesta terça-feira na famosa praia de Bondi e, rapidamente, se espalharam na costa de Sydney para Clovelly Beach e Gordons Bay.

Chamada por muitos de alga vermelha, o problema é causado, de acordo com os jornais locais, pelo Noctiluca scintillans. Trata-se, na verdade, de um protista que se alimenta de plânctons.

Este organismo libera amônia que pode causar irritações na pele, por isso, banhistas são recomendados a evitar o contato com a "maré vermelha".

Há relatos, inclusive, de impacto no meio marinho, causando a morte de peixes na região.

Amostras estão em análise para estabelecer as causas da rápida proliferação do fenômeno.

Uma das hipóteses levantadas é que um aumento súbito na temperatura da água e uma grande umidade na atmosfera podem estar ligados ao fenômeno.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.