BBC navigation

Fotos revelam a vida dramática de jovens presos nos EUA

Atualizado em  27 de agosto, 2012 - 14:55 (Brasília) 17:55 GMT

Vida de menores atrás das grades é tema de projeto fotográfico

  • Foto: © Richard Ross, www.juvenile-in-justice.com
    O jovem J., de 16 anos, senta em sua cela solitária. Ele já cumpriu mais de um mês de sua pena de meio ano. Ele foi preso por roubar um cartão de crédito, mas está em confinamento solitário por ameaçar funcionários da prisão. Os oficiais dizem que ele sai uma hora por dia da cela, mas J. afirma que só tem permissão para ir ao banheiro. Fotos: © Richard Ross, www.juvenile-in-justice.com
  • Foto: © Richard Ross, www.juvenile-in-justice.com
    O centro de detenção de Fairbanks é o segundo maior do Estado do Arkansas. Nesta foto, W., um jovem de 14 anos da etnia esquimó Yup'ik, recebe sua refeição. Ele passará menos de um mês detido, por desrespeitar os termos de sua liberdade condicional. Seus pais não vivem juntos e ele tem três irmãos - todos também envolvidos em problemas com a lei.
  • Foto: © Richard Ross, www.juvenile-in-justice.com
    Muitos dos detentos de South Mountain são muçulmanos de 16 anos a 20 anos. P., de 18 anos, vem de North Philly. Ele recebe visitas constantes do pai, que trabalha em construção, e de um sobrinho. P. foi preso por porte ilegal de duas armas de fogo. Violento, ele tem uma tatuagem do gângster Scarface. Ele foi convertido ao Islã por sua irmã mais velha. "Tento seguir a religião, mas nem sempre consigo. Ninguém é perfeito", diz.
  • Foto: © Richard Ross, www.juvenile-in-justice.com
    No centro de detenção de Greenville, em Mississippi, os presos só podem ler livros na sala de aula, e não podem levá-los às suas celas.
  • Foto: © Richard Ross, www.juvenile-in-justice.com
    O centro Betty K. Marler, no Colorado, é especializado em meninas que cometeram delitos mas foram vítimas de crimes sexuais. A., de 19 anos, era viciada em drogas. Ela desrespeitou os termos de liberdade condicional e trabalho comunitário e fugiu, o que lhe rendeu uma nova pena no centro de detenção. Ela planejou sua gravidez, mas foi abandonada pelo namorado. Agora, sua filha será criada pelos seus pais.
  • Foto: © Richard Ross, www.juvenile-in-justice.com
    F.N., preso na Flórida, tem 15 anos. Ele está há dois meses preso por tentativa de assassinato e assalto a mão armada. "Eles dizem que eu atirei em uma pessoa, mas eu não atirei em ninguém", diz ele, sobre um assalto em um posto de gasolina. Ele recebe visitas da mãe e da irmã. Já seu pai está preso na Jamaica.
  • Foto: © Richard Ross, www.juvenile-in-justice.com
    Os irmãos I.P., de 15 anos, e T.P., de 17, são filhos da mesma mãe, que trabalha em um cassino em Dakota do Norte. T.P. perdeu o pai para o alcoolismo aos 3 anos de idade. Ele foi detido há 11 meses por porte de maconha, drogas em cápsulas e derivados de ópio. T.P. passou por um programa de desintoxicação, mas conta que ficou bêbado no primeiro dia que saiu de lá. I.P. conta que todas as pessoas em sua família usam drogas ou são alcoólatras.
  • Foto: © Richard Ross, www.juvenile-in-justice.com
    Este jovem de 16 anos, que não quis revelar o nome, está preso na Flórida por assalto a mão armada e agora espera o julgamento. Foi sua primeira prisão na vida. Filho único, sua mãe trabalha em uma loja de móveis e não há informações sobre o pai.

Jovens na prisão



Há seis anos, o fotógrafo americano Richard Ross vem registrando a rotina de mais de mil jovens menores de idade em mais de 200 instituições de detenção em 31 Estados americanos.

Muitas instituições permitiram que o fotógrafo clicasse a intimidade dos jovens nas celas, a rotina nas salas de aula e os momentos de refeição, além de também poder entrevistar os internos. Os rostos dos adolescentes nunca são mostrados.

"Ao invés das críticas que os administradores sabiam que viriam em seguida, eles confiaram no potencial do projeto de levar mudanças para aqueles jovens. Por outro lado, uma significante parte está mais preocupada com a proteção da instituição do que das crianças", disse Ross à BBC Brasil.

O projeto "Juvenile In Justice" foi transformado em um livro, que é vendido no Clique site do fotógrafo.

Seu objetivo era chamar atenção para as vidas que levam estes jovens por trás das grades, muitos deles com sentenças pequenas e prestes a voltarem à sociedade.

De acordo com uma entidade americana de centros de detenção, o custo de se manter um jovem preso por nove a 12 meses pode chegar a de US$ 88 mil (cerca de R$ 180 mil). Na Califórnia, esse valor pode atingir US$ 225 mil (mais de R$ 450 mil).

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.