Proibição de maconha medicinal em Los Angeles gera polêmica

Atualizado em  16 de agosto, 2012 - 07:08 (Brasília) 10:08 GMT

Player

Autoridades dizem que não conseguem mais controlar a venda legalizada da substância; estima-se que mercado gere US$ 5 bi por ano na Califórnia.

Assistirmp4

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Desde 1996, uma lei no Estado americano da Califórnia permite que pacientes comprem a substância para uso medicinal, mediante a apresentação de receita.

Maconha em Los Angeles

Los Angeles proibiu maconha para uso medicinal, apesar de Califórnia permitir

Mas nas próximas semanas, milhares de farmácias especializadas em maconha serão fechadas. A cidade de Los Angeles passou uma lei proibindo esse tipo de atividade. O argumento deles é que as autoridades não conseguem mais controlar a venda de maconha legalizada.

Não há estatísticas oficiais sobre o mercado de maconha nos Estados Unidos, mas estima-se que só na Califórnia os valores podem chegar a até US$ 5 bilhões por ano.

O supremo tribunal estadual da Califórnia ainda precisa decidir se a palavra final sobre o assunto cabe à cidade de Los Angeles ou ao governo do Estado. Mas essa decisão só deve sair depois do dia 3 de setembro, quando as farmácias especializadas em maconha começarão a ser fechadas.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.