BBC navigation

Instalação de silhuetas camufladas convida à reflexão sobre meio ambiente

Atualizado em  30 de maio, 2012 - 05:37 (Brasília) 08:37 GMT

Artista escocês povoa parque florestal com silhuetas humanas

  • Foto: Rob Mulholland
    Após uma exposição temporária, instalação com silhuetas femininas e masculinas do artista Rob Mulholland se tornou elemento permanente no David Marshall Lodge, no parque florestal Queen Elizabeth, na Escócia. (Foto: Rob Mulholland)
  • Foto: Rob Mulholland
    As esculturas foram feitas de perspex, espécie de acrílico, e, em seguida, revestidas com material espelhado. (Foto: Rob Mulholland)
  • Foto: Rob Mulholland
    "Cada escultura leva de um a dois meses para ser feita, e a maior parte das silhuetas masculinas foi baseada em mim mesmo", disse o artista à BBC Brasil. (Foto: Rob Mulholland)
  • Foto: Rob Mulholland
    Acima, uma das esculturas do artista escocês Rob Mulholland exposta em uma rua de Glasgow. (Foto: Rob Mulholland)
  • Foto: Rob Mulholland
    Com esculturas espelhadas, Mulholland quer explorar a relação das pessoas com o ambiente. (Foto: Rob Mulholland)
  • Foto: Rob Mulholland
    As superfícies espelhadas refletem imagens ligeiramente distorcidas. Assim, o artista convida o público a ver o espaço ao seu redor de uma nova maneira. (Foto: Rob Mulholland)
  • Foto: Rob Mulholland
    Na foto, o artista escocês Rob Mulholland ao lado de uma de suas esculturas. (Foto: Rob Mulholland)

Esculturas espelhadas

Uma instalação com seis silhuetas em tamanho real – três femininas e três masculinas – se camufla entre as árvores do parque florestal Queen Elizabeth, na Escócia. O trabalho se chama "Vestiges" (Vestígios, em português) e é assinado pelo artista Rob Mulholland.

As esculturas, que se tornaram elementos permanentes no local, foram feitas de perspex, uma espécie de acrílico, e, em seguida, revestidas com um material espelhado. A proposta de Mulholland é fazer as pessoas refletirem a respeito do impacto do homem sobre o ambiente.

"Cada escultura leva de um a dois meses para ser feita, e a maior parte das silhuetas masculinas foi baseada em mim mesmo", disse o artista à BBC Brasil.

"Inicialmente, o conceito de 'Vestiges' foi uma resposta específica a mudanças históricas relativamente recentes. O sentido de uma comunidade perdida ressoa sobretudo na Escócia, já que muitas comunidades das montanhas foram forçadas a deixar suas terras para dar lugar à criação de ovelhas no século 18."

O artista também tem esculturas espelhadas em outros lugares da Escócia.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.