Primeiro beijo gay entra para história da Marinha nos EUA

Atualizado em  23 de dezembro, 2011 - 08:21 (Brasília) 10:21 GMT

Player

Carinho entre duas marinheiras americanas foi pioneiro na Marinha após fim de proibição a homossexuais nas Forças Armadas do país.

Assistirmp4

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Duas mulheres entraram para a história da Marinha americana ao se tornar o primeiro casal do mesmo sexo a dar o tradicional ''primeiro beijo'' à beira do cais, na chegada de um navio no porto.

O beijo só foi possível após o fim da proibição a homossexuais nas Forças Armadas do país.

A oficial de segunda classe Marissa Gaeta ganhou o direito de beijar a namorada, Citlalic Snell - que também é da Marinha -, em uma rifa.

O primeiro beijo de um marinheiro no seu parceiro ou parceira, marcando o fim de uma longa viagem, é um ritual tradicional na Marinha americana.

Gaeta estava no mar há 80 dias. Ao pisar em terra firme, ela disse que é bom poder assumir seu relacionamento sem maiores preocupações.

Foto: AFP

Os Estados Unidos derrubaram a política conhecida como ''Don't Ask Don't Tell'' (Não Pergunte, Não Conte) em setembro deste ano.

A medida havia sido introduzida pelo então presidente americano Bill Clinton, em 1993, como forma de impedir vetos ao ingresso de gays nas Forças Armadas.

Mas a medida era objeto de críticas porque impedia militares gays de assumir publicamente sua opção sexual.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.