BBC navigation

Site ajuda homens com câncer de mama a enfrentar estigma e isolamento

Atualizado em  25 de outubro, 2011 - 16:44 (Brasília) 18:44 GMT

Player

Pesquisadores notaram que serviço público de saúde apenas pensava no atendimento feminino.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Um site britânico está tentando ajudar homens com câncer de mama a enfrentar estigma e isolamento.

A página www.healthtalkonline.org entrevistou vários pacientes masculinos que tiveram a doença e constatou um isolamento entre estes pacientes.

Na maioria dos casos, os outros pacientes das clínicas especializadas em tratamento de câncer de mama eram só mulheres.

Pesquisadores do site sugerem mudança no símbolo da luta contra o câncer de mama (BBC)

Pesquisadores do site sugerem mudança no símbolo da luta contra o câncer de mama (BBC)

Um dos pacientes entrevistados pelo site conta que "em um dos folhetos de informações que recebi antes da cirurgia, a recomendação era para trazer um sutiã macio", ou seja, um objeto feminino.

Outro entrevistado, cujas declarações também para a página, contou que foi comprar os remédios em uma farmácia mas a farmacêutica disse que o medicamento era apenas para mulheres.

Kate Hunt, do Conselho de Pesquisa Médica de Glasgow e que participou da pesquisa, conta que as pessoas "não tem muito cuidado".

"Às vezes um homem, chamado para uma consulta, é chamado de senhora ao invés de senhor", acrescentou.

Hunt entrevistou 33 pacientes diagnosticados com a doença para o site.

Uma das sugestões dos pesquisadores do site é uma mudança no tradicional laço rosa, símbolo do mês de luta contra o câncer de mama. O laço receberia um ponto azul, para lembrar que os homens são afetados em cerca de 1% dos casos.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.