Protesto interrompe concerto de orquestra israelense

Atualizado em  2 de setembro, 2011 - 08:11 (Brasília) 11:11 GMT

Player

Ativistas pró-Palestina levaram BBC a cancelar transmissão de concerto da Filarmônica de Israel em Londres.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Um grupo de ativistas pró-Palestina interrompeu na quinta-feira à noite um concerto da Orquestra Filarmônica de Israel, sob a batuta do maestro Zubin Mehta, no Royal Albert Hall, em Londres.

Ativistas da Campanha de Solidariedade com a Palestina compraram ingressos para a apresentação e começaram a cantar e gritar palavras de ordem durante a performance.

Eles foram expulsos da sala de concertos e continuaram a manifestação do lado de fora, onde surgiram discussões acaloradas entre defensores e críticos de Israel.

Os organizadores da série de concertos clássicos da BBC, os Proms, já esperavam protestos. A segurança tinha sido reforçada do lado de fora do Royal Albert Hall.

A polêmica fez a rádio BBC 3, de música clássica, tirar do ar o concerto ao vivo e preencher o horário com uma versão gravada.

No ano passado, uma outra apresentação de músicos israelenses – o Jerusalem Quartet – também deixou de ser transmitida ao vivo pela BBC por causa de protestos.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.