Quênia anuncia presidente eleito

Atualizado em  9 de março, 2013 - 10:04 (Brasília) 13:04 GMT
Foto: AFP

Keniatta, o presidente eleito, vai a julgamento

O premiê do Quênia, Uhuru Kenyatta, foi confirmado como o vencedor da eleição presidencial no país.

Kenyatta obteve 50,07% dos votos em uma eleição que contou com comparecimento de 86% dos eleitores, disseram as autoridades.

Com o percentual, Kenyatta evitou por pouco o segundo turno.

No entanto, seu principal rival, o deputado Raila Odinga, alegou irregularidades na votação e deverá recorrer à Suprema Corte.

Odinga alega, por exemplo, que há diferença entre a soma de eleitores computados nas planilhas seções eleitorais e na contagem geral de comparecimentos, entre outras "fraudes".

Kenyatta também terá adiante um julgamento no Tribunal Penal Internacional, em Haia, sobre a violência que se seguiu às eleição de 2007 no Quênia.

Ele é acusado de estimular a violência que gerou mais de mil mortos e desabrigou cerca de 600 mil pessoas.

Problemas técnicos

A Comissão Independente Eleitoral afirmou que eleições foram complexas e difíceis, mas também confiável e transparente.

O comparecimento às urnas foi maior do que nunca.

O presidente da Comissão, Issack Hassan, disse que os quenianos votaram "com calma, paciência, orgulho e pacificamente sob os holofotes de todo o mundo".

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.