Governos dizem acreditar que reféns foram mortos na Nigéria

Atualizado em  10 de março, 2013 - 16:35 (Brasília) 19:35 GMT

Um grupo de militantes islâmicos da Nigeria alegou ter matado sete reféns estrangeiros que estavam sequestrados desde o mês passado, segundo governos ocidentais.

Os reféns - da Itália, da Grã-Bretanha, da Grécia e do Líbano - foram capturados em um ataque a uma construção no Estado de Bauchi.

O grupo Ansaru anunciou os assassinatos pela internet no sábado.

Os governos da Grã Bretanha e da Itália já se pronunciaram dizendo acreditar que os reféns realmente foram assassinados.

"Esse é um ato imperdoável de assassinato a sangue frio, para o qual não existe desculpa ou justificação", disse o chanceler britânico William Hague.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.