Rússia e Liga Árabe propõem mediar negociações diretas na Síria

Atualizado em  21 de fevereiro, 2013 - 00:17 (Brasília) 03:17 GMT

Líderes da Rússia e dos países que integram a Liga Árabe se ofereceram para mediar negociações diretas entre os rebeldes e o governo do presidente Bashar al-Assad, na Síria, que travam uma guerra civil que dura quase dois anos e já deixou mais de 60 mil mortos.

Falando após uma reunião com o chefe da Liga Árabe, Nabil Elaraby, o ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, disse que uma solução militar para o conflito representaria uma destruição mútua.

Elaraby, por sua vez, acrescentou que a oposição síria já demonstrou sinais de disposição para o diálogo.

De forma oficial, no entanto, até agora os dois lados da guerra têm rejeitado o contato direto e deixado claro que o objetivo continua sendo a vitória militar.

A proposta dos russos e árabes chega pouco antes de uma reunião de dois dias do Conselho Nacional Sírio (que congrega as forças opositoras), marcada para ter início nesta quinta-feira, no Cairo.

A intenção é discutir propostas para o futuro político da Síria.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.