Bulgária acusa Hezbollah por atentado que matou 6 pessoas

Atualizado em  5 de fevereiro, 2013 - 13:31 (Brasília) 15:31 GMT

O atentado contra um ônibus que matou cinco israelenses e um motorista na Bulgária foi perpetrado por militantes do grupo xiita libanês Hezbollah, acusaram nesta terça-feira autoridades búlgaras.

O autor do ataque, ocorrido em julho de 2012, morreu na explosão. Mas policiais e autoridades búlgaros alegam que ele era parte de uma célula do Hezbollah, cujos integrantes usavam passaportes da Austrália e do Canadá.

O ministro do Interior da Bulgária, Tsvetan Tsvetanov, revelou nesta terça os detalhes dos seis meses de investigação e disse que o autor do atentado e uma segunda pessoa eram "membros da ala militante do Hezbollah".

"Há dados mostrando o financiamento e as conexões entre o Hezbollah e os dois suspeitos", declarou.

O grupo responsável pelo ataque teria chegado em Burgas (a cidade onde o ataque foi perpetrado) um mês antes do bombardeio.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.