Nicarágua condena mexicanos que fingiram ser jornalistas

Atualizado em  18 de janeiro, 2013 - 19:09 (Brasília) 21:09 GMT
Gangue mexicana

O grupo foi acusado de narcotráfico, crime organizado e lavagem de dinheiro

Depois de várias semanas de julgamento na Nicarágua, 18 mexicanos que se fizeram passar por jornalistas da rede de TV mexicana Televisa foram condenados nesta sexta-feira a 30 anos de prisão – a pena máxima estabelecida pelas leis nicaraguenses.

O grupo foi acusado de narcotráfico, crime organizado e lavagem de dinheiro.

Eles foram detidos em 20 de agosto do ano passado em um posto de segurança na fronteira com Honduras.

O grupo viajava em seis caminhonetes com o logotipo da Televisa, nas quais a polícia apreendeu um total de US$ 9,2 milhões.

Ao serem interrogados, os mexicanos chegaram a apresentar documentação da Televisa. Segundo autoridades mexicanas, os documentos eram falsos. A Televisa negou qualquer vínculo com o grupo.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.