Tropas argelinas cercam seqüestradores em planta de gás

Atualizado em  17 de janeiro, 2013 - 07:47 (Brasília) 09:47 GMT

Tropas argelinas cercaram a instalação de gás no Leste do país, onde trabalhadores estrangeiros são mantidos reféns por militantes islâmicos.

Os seqüestradores ocuparam o complexo em In Amenas na quarta-feira, depois de matar um britânico e um argelino em um ataque a um ônibus.

A Argélia diz que cerca de 20 cidadãos estrangeiros são mantidos como reféns, embora os seqüestradores dizem que têm 41.

Entre os cativos há cidadãos britânicos, japoneses, americanos, francêses e norueguêses.

Em um comunicado supostamente feito pelos seqüestradores, exige-se o fim da intervenção militar francesa contra rebeldes islâmicos no Mali.

O ministro do Interior argelino, Daho Ould Kabila disse que os militantes queriam sair do país com os reféns, mas ele se recusou a deixá-los ir.

"Rejeitamos todas as negociações com o grupo", disse ele a repórteres na noite de quarta-feira.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.