Farc abandonam o cessar-fogo unilateral na Colômbia

Atualizado em  20 de janeiro, 2013 - 15:48 (Brasília) 17:48 GMT

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) anunciaram neste domingo o fim da trégua unilateral, que haviam declarado há dois meses.

O anúncio da guerrilha foi feito após o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, ter dito que as forças de seguranças estavam preparadas, caso o grupo voltasse a propagar ações violentas.

O cessar-fogo das Farc foi declarado durante uma série de negociações em Cuba, durante as quais o governo da Colômbia se negou a fazer o mesmo, alegando que o grupo usaria essa oportunidade para se rearmar.

As conversasões têm como objetivo colocar fim a cinco décadas de um conflito armado que já matou cerca de 600 mil pessoas no país.

O porta-voz das Farc, Iván Márquez, disse em um comunicado: "Com dor no coração, devemos admitir a volta do período de guerra."

Segundo a agência de notícias Associated Press, Márquez teria convidado o governo a um cessar-fogo bilateral e, se fosse recusado, propôs "que se busque um tratado de regularização da guerra, atendendo às especificidades do conflito interno colombiano para evitar mais sofrimento à população".

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.