BBC navigation

Ativistas curdas são assassinadas em Paris

Atualizado em  10 de janeiro, 2013 - 07:16 (Brasília) 09:16 GMT

Três ativistas curdas foram encontradas mortas com ferimentos de bala na cabeça no Instituto Curdo de Paris.

Uma das mulheres seria cofundadora do movimento separatista curdo PKK, segundo um site curdo de notícias. A outra foi identificada pelo site como uma representante do Congresso Nacional do Curdistão, grupo com sede em Bruxelas, e a terceira seria uma jovem ativista.

O ministro do Interior francês, Manuel Valls, descreveu os assassinatos como "intoleráveis". "Espero que o inquérito faça progresso rapidamente", disse à rádio France-Info.

Cerca de 40 mil pessoas morreram em 25 anos de conflito entre o Estado turco e o PKK.

Recentemente, a Turquia iniciou um diálogo com o líder do PKK, Abdullah Ocalan, que está preso, com o objetivo de persuadir o grupo a deixar as armas.

"A cena (do crime) parece indicar que tratou-se de uma execução, mas uma investigação terá de estabelecer as circunstâncias exatas do incidente", disse uma fonte da polícia à imprensa francesa.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.