Papa apela à comunidade internacional por fim de conflito na Síria

Atualizado em  7 de janeiro, 2013 - 14:36 (Brasília) 16:36 GMT

Em um de seus apelos públicos mais fortes, o papa Bento 16 pediu à comunidade internacional que ponha fim ao que ele chamou de massacre sem fim na Síria antes que o país se transforme no que definiu como um campo de ruínas.

Em seu pronunciamento anual a diplomatas, o papa falou do terrível sofrimento da população civil da Síria e renovou seus pedidos por um cessar-fogo e por negociações de paz.

Os comentários foram feitos um dia depois de o presidente da Síria, Bashar al-Assad, ter apresentado suas condições para um plano de paz, mas rejeitado qualquer possibilidade de diálogo com os rebeldes que lutam contra seu governo.

O Irã elogiou as declarações de Assad, mas os países árabes e do Ocidente que apoiam a oposição rejeitaram as propostas, classificadas por esses governos como retórica vazia.

A ONU calcula que 60 mil pessoas já morreram desde o início do conflito na Síria, em março de 2011.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.