BBC navigation

Marco Aurélio diz que governo brasileiro não vê instabilidade na Venezuela

Atualizado em  7 de janeiro, 2013 - 20:25 (Brasília) 22:25 GMT

O assessor especial da Presidência para assuntos internacionais, Marco Aurélio Garcia, disse nesta segunda-feira que o governo brasileiro "não vê instabilidade" na Venezuela por conta do agravamento do estado de saúde do presidente Hugo Chávez.

"Não existe nenhuma instabilidade concreta na Venezuela", disse Garcia a jornalistas.

Ao comentar sobre as incertezas em relação às condições de Chávez de comparecer à cerimônia de posse para seu novo mandato, marcada para quinta-feira, Garcia citou a Constituição venezuelana.

Segundo o assessor do governo brasileiro, a Constituição dá prazo de 90 dias, prorrogáveis por mais 90 dias, para que o presidente assuma o cargo.

Na Venezuela, governo e oposição têm interpretações divergentes sobre a Constituição. A oposição diz que, caso Chávez não compareça à cerimônia, o presidente da Assembleia Nacional deve assumir a presidência interinamente.

Essa interpretação é rejeitada pelo vice-presidente Nicolás Maduro, para quem, como Chávez já é presidente, a cerimônia de posse é mera formalidade, e pode ser realizada em outra data.

Garcia disse que esteve em Cuba para conferir o estado de saúde de Chávez, que permanece internado em Havana após uma quarta cirurgia para combater o câncer.

Segjndo Garcia, o estado de Chávez é grave, e não é possível fazer previsões.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.