BBC navigation

Ministro quer divulgação de identidade de morta após estupro na Índia

Atualizado em  2 de janeiro, 2013 - 06:51 (Brasília) 08:51 GMT

Um ministro da Índia defendeu publicamente a divulgação da identidade da mulher que morreu após ser vítima de um estupro coletivo em dezembro.

O ministro Shashi Tharoor, da pasta da educação, disse no Twitter que uma nova lei contra o estupro no país deve receber o nome da estudante de 23 anos para homenageá-la.

A sugestão do ministro gerou um debate no país. Alguns defenderam a ideia, mas o principal partido de oposição indiano prometeu resistir à divulgação do nome da mulher.

O crime, que ocorreu no último dia 16 na capital indiana, Nova Déli, causou comoção internacional.

Nesta quinta-feira, cinco dos seis acusados pelo crime devem ser formalmente indiciados. Caso sejam considerados culpados, eles podem ser condenados à pena de morte.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.