BBC navigation

Monumentos são destruídos por militantes no Mali

Atualizado em  23 de dezembro, 2012 - 21:21 (Brasília) 23:21 GMT
Destruição de Timbuktu (AFP)

Militantes prometem destruir todos os mausoléus de Timbuktu

Militantes islâmicos começaram a destruir os monumentos que restaram na cidade histórica de Timbuktu, no norte do Mali.

"Nenhum mausoléu vai permanecer (de pé) em Timbuktu", afirmou Abou Dardar, um dos líderes da milícia extremista Ansar Dine, à agência de notícias AFP.

A milícia tomou o controle da cidade em abril e já destruiu vários templos e monumentos, afirmando que as construções vão contra as interpretações mais severas do Islã.

"Alá não gosta. Estamos no processo de destruição de todos os mausoléus escondidos na área", afirmou Abou Dardar.

A cidade de Timbuktu, no norte do Mali, é conhecida por abrigar várias construções históricas, tidas como patrimônio da humanidade pela Unesco.

A cidade é famosa internacionalmente devido ao seu papel como centro de aprendizado islâmico, baseado nas três grandes mesquitas da cidade, durante os séculos 15 e 16.

Timbuktu também é conhecida como a "Cidade dos 333 Santos", da qual se origina a tradição sufista islâmica. No entanto, o Ansar Dine segue a vertente islâmica salafista, que condena a veneração de santos.

Na sexta-feira, a ONU aprovou uma resolução que determina o envio de uma força liderada por militares africanos para a região.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.