Monti diz que não será candidato, mas pode ser premiê

Atualizado em  23 de dezembro, 2012 - 13:26 (Brasília) 15:26 GMT

O primeiro-ministro interino da Itália, Mario Monti, anunciou neste domingo que não será candidato nas eleições gerais programadas para fevereiro, mas disse que permanecerá disponível para a formação de um futuro governo após o pleito.

Monti afirmou que não gosta de se alinhar com partidos políticos, mas disse estar pronto para oferecer apoio, conselhos e, se necessário, liderança, aos partidos ou a uma coalizão que apoie a continuação de seu programa de austeridade.

Segundo ele, abandonar a atual política seria desastroso para a Itália.

Monti renunciou ao cargo de primeiro-ministro na sexta-feira, após seu antecessor, Silvio Berlusconi, ter retirado o apoio de seu partido ao governo tecnocrático liderado por Monti.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.