BBC navigation

ONU anuncia retirada de funcionários da Síria

Atualizado em  3 de dezembro, 2012 - 15:35 (Brasília) 17:35 GMT

A ONU anunciou nesta segunda-feira que vai retirar todos seus funcionários internacionais "não essenciais" da Síria, diante do aumento dos confrontos ao redor da capital do país, Damasco.

Até 25 funcionários do organismo, de um total de cem, podem deixar a Síria nesta semana, segundo a agência interna da ONU.

Todas as viagens desses funcionários para fora da capital síria foram temporariamente suspensas, diante do "crescente risco" de que eles sejam vítimas de tiroteios e confrontos entre tropas leais e opositoras ao regime de Bashar al Assad.

Desde que o conflito começou, há mais de um ano e meio, oito funcionários da ONU foram mortos na Síria.

"Enquanto a lei humanitária internacional não for respeitada por todas as partes deste conflito e a segurança dos trabalhadores humanitários não for garantida, as agências da ONU têm de rever o tamanho de sua presença no país, bem como a forma como distribuem ajuda humanitária", disse Radhouane Nouicer, coordenador regional do órgão na Síria.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.