ONU aplica sanções a comandantes de grupo congolês que recruta crianças

Atualizado em  1 de dezembro, 2012 - 07:41 (Brasília) 09:41 GMT

O Conselho de Segurança da ONU decidiu aplicar sanções a dois comandantes do grupo insurgente M23, que capturou a cidade de Goma, no leste da República Democrática do Congo na semana passada.

Baudoin Ngaruye e Innocent Kaina são acusados de recrutar crianças para lutar nas suas milícias e de executar combatentes que desertaram.

O M23 ainda controla Goma, apesar de o grupo ter chegado a um acordo com países vizinhos para se retirar da cidade. Mas muitos soldados rebeldes foram vistos deixando suas posições no local.

Um porta-voz da ONU disse que centenas de policiais estão prontos para tomar Goma.

O governo da Ruanda está sendo acusado de apoiar os rebeldes no movimento de conquista do leste do Congo, que é rico em minerais. O país viznho nega as acusações.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.