Felipão e Parreira assumem comando oficial da seleção brasileira

Atualizado em  29 de novembro, 2012 - 11:25 (Brasília) 13:25 GMT

Luiz Felipe Scolari chefiará seleção brasileira rumo à Copa do Mundo 2014

A pouco mais de um ano e meio do jogo de abertura da Copa do Mundo 2014, no Brasil, Luiz Felipe Scolari e Carlos Alberto Parreira assumiram nesta quinta-feira de forma oficial o comando da seleção brasileira de futebol, como técnico e coordenador, respectivamente. Em coletiva de imprensa, os dois apresentaram algumas diretrizes básicas do que esperam fazer à frente do time.

"Nossa ideia é fazer novamente uma composição de união, de envolvimento entre a seleção e a população, para que a gente chegue à Copa do Mundo num clima positivo", disse Felipão.

A dupla tem no currículo uma série de experiências relacionadas a grandes competições, entre elas as duas últimas vezes em que o Brasil venceu o mundial.

Parreira comandou a seleção na vitória do Tetra, em 1994, e Felipão estava à frente da equipe que levou o Penta, em 2002.

Ao responder a questões de jornalistas sobre a pressão de chefiarem a seleção que é anfitriã da Copa do Mundo, os dois disseram sentir-se preparados.

Carlos Alberto Parreira falou sobre sua experiência como técnico da África do Sul quando o país sediou a primeira Copa do Mundo em continente africano, em 2010, e Felipão citou sua experiência à frente da seleção portuguesa quando o país foi sede da Eurocopa, em 2004.

O novo técnico da seleção também disse que sente-se muito satisfeito em trabalhar ao lado de Parreira.

"Fico 1.001 vezes feliz por ter Parreira ao meu lado. Vamos discutir juntos, trocar opiniões. É para isso que estamos aqui".

Já o novo coordenador disse que está disposto a contribuir, mas deixou claro que "a decisão final sempre será do treinador, que é o chefe da equipe".

"Eu me sinto como um garoto, rejuvenescido. Reviver uma parceria que deu certo com o Zagallo e agora com o Luiz Felipe Scolari. Agora volto como coordenador técnico. Não passa pela nossa cabeça que em casa não vamos ganhar a Copa do Mundo", disse.

"Agora não somos favoritos, mas em um ano e meio vamos ser", acrescentou.

Sobre a primeira partida da seleção sob novo comando, no dia 6 de fevereiro, contra a equipe da Inglaterra, Felipão disse estar muito otimista.

"Acho ótimo. Não tinha uma estreia melhor do que voltar contra a Inglaterra. Gostei, adorei ter passado pela Inglaterra, vivi lá por oito meses, e gosto muito do povo inglês. Ótimo voltar a jogar em Wembley na minha reestreia pela seleção brasileira".

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.