BBC navigation

Inglaterra cria leis que punem assédio com até 5 anso de prisão

Atualizado em  25 de novembro, 2012 - 14:25 (Brasília) 16:25 GMT

Perseguição e assédio agora são considerados infração penal específica na Inglaterra e no País de Gales, em um movimento para melhorar a segurança das vítimas.

O governo introduziu os dois crimes na legislação - perseguição e perseguição envolvendo medo da violência.

Ativistas há muito reclamavam que lidar com estes problemas era inadequado sob a lei Inglesa. Na vizinha Escócia o assédio já é considerado ofensa grave desde 2010.

Um inquérito parlamentar feito no início deste ano constatou que cerca de 120.000 vítimas, em sua maioria mulheres, são perseguidos a cada ano.

No entanto, apenas 53.000 incidentes são registrados como crimes pela polícia - e apenas um em 50 dos casos levou o infrator à prisão.

Os parlamentares pediram que assédio e perseguição fossem encarados como crime imediatamente, uam vez que podem levar a assassinatos.

'Crime abominável'

Após reunião de vítimas e ativistas em Downing Street (residência oficial do primeiro-ministro David Cameron) no início deste ano, o primeiro-ministro descreveu assédio como um "crime abominável", que "torna a vida um inferno para as vítimas".

A nova lei de perseguição acarreta sentença de seis meses e máximo, caso envolva ameaças de violência, pode chegar a cinco anos de prisão.

Os pedidos de reforma da lei ocorreram depois da ocorrência de casos brutais de assédio que culminaram em morte, como o de Clifford Mills, 49 anos, que perseguiu sua ex-namorada Lorna Smith no Facebook antes de esfaqueá-la até a morte em seu apartamento em Brixton, sul de Londres, em fevereiro ano passado.

Ele foi preso em fevereiro e sentenciado a 21 anos, depois de ser considerado culpado de assassinato.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.