Chávez reitera apoio à Síria

Atualizado em  9 de outubro, 2012 - 18:54 (Brasília) 21:54 GMT

Em entrevista à imprensa estrangeira nesta terça-feira, o presidente reeleito da Venezuela, Hugo Chávez, disse que continuará apoiando o governo da Síria e chamou os rebeldes de "terroristas".

Chávez, que derrotou o candidato da oposição, Henrique Capriles, nas eleições presidenciais do último domingo e garantiu um quarto mandato como presidente da Venezuela até 2019, reiterou o apoio ao presidente sírio, Bashar al-Assad porque, segundo ele, trata-se do "único e legítimo governo" do país.

Segundo o mandatário venezuelano, Assad "tem feito um esforço gigantesco para fazer concessões, mudanças constitucionais, chegou, inclusive, a convocar novas eleições, mas nada disso vale para aqueles que querem derrotá-lo".

Na avaliação de Chávez, "o governo dos Estados Unidos é o maior responsável por esse desastre", disse ele, em alusão ao conflito iniciado em março do ano passado, que já deixou mais de 25 mil mortos e outros 250 mil refugiados nos países vizinhos.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.