Parlamento da Turquia aprova operação militar em território sírio

Atualizado em  4 de outubro, 2012 - 09:32 (Brasília) 12:32 GMT

O Parlamento da Turquia aprovou nesta quinta-feira a realização de operações militares em território sírio. A decisão é válida por um ano e autoriza tropas turcas a cruzarem a fronteira, além de abrir a possibilidade de ataques aéreos.

A posição dos parlamentares turcos chega após uma reunião de emergência do governo, que requisitou o direito de atacar a Síria em retaliação à ofensiva das tropas sírias em uma cidade de fronteira que resultou na morte de duas mulheres e três crianças.

As tropas turcas já vêm bombardeando alvos em território sírio há dois dias.

O governo turco, no entanto, disse que não pretende declarar guerra ao país vizinho.

A autorização foi aprovada por 320 votos favor e 129 contra.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas deve convocar uma reunião de emergência para debater o assunto, após um pedido do governo turco para que o órgão tome "ações necessárias" para interromper "agressão" síria.

A Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), da qual a Turquia é membro, convocou reunião de emergência e exigiu a “interrupção imediata dos atos de agressão contra um aliado”.

Estados Unidos, Grã-Bretanha, França e União Europeia condenaram as ações da Síria e a Rússia, aliada ao regime do presidente Bashar al-Assad, pediu a Damasco que apresente desculpas oficiais à Turquia e manifeste que os ataques além da fronteira foram um "trágico acidente que não deve se repetir".

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.