BBC navigation

Fugitivo de Ruanda acusado de genocídio alega inocência a tribunal da Noruega

Atualizado em  25 de setembro, 2012 - 10:44 (Brasília) 13:44 GMT

Um fugitivo de Ruanda - procurado em seu país-natal pela coparticipação em um genocídio há 18 anos - alegou ser inocente diante de um tribunal na Noruega.

Sadi Bugingo, que vive na Noruega há uma década, foi acusado por promotores noruegueses de frequentar reuniões nas quais foram organizados os massacres contra os tutsis na nação africana.

O julgamento - o primeiro desse tipo na Noruega - é esperado para durar meses.

Se considero culpado, ele pode ser condenado a até 20 anos de prisão.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.