Pesquisa aponta 'crescente onda de restrições religiosas' no mundo

Atualizado em  20 de setembro, 2012 - 18:21 (Brasília) 21:21 GMT

Uma pesquisa publicada nesta quinta-feira observou uma "crescente onda de restrições à religião" na maior parte do mundo, entre 2009 e 2010.

Segundo levantamento do Instituto Pew, dos EUA, a porcentagem de países com "altas ou muito altas" restrições às práticas religiosas aumentou de 31%, em meados de 2009, para 37%, em meados de 2010.

"Como alguns dos países mais restritos são populosos, 3/4 da população global vive em países com altas restrições governamentais à religião ou fortes hostilidades sociais envolvendo a religião", diz o levantamento.

O estudo cita países como a Suíça (onde um referendo em 2009 baniu a construção de minaretes em mesquitas), a Indonésia (onde dezenas de igrejas foram forçadas a fechar por pressão de extremistas islâmicos), a Nigéria (palco de confrontos entre cristãos e muçulmanos) e os EUA (onde, em âmbito local, alguns grupos religiosos dizem enfrentar restrições à prática de sua fé).

"A crescente onda de restrições no ano mais recente estudado é atribuída a vários fatores, incluindo aumento em crimes, ações mal-intencionadas e violência motivada por ódio religioso, além de crescente interferência governamental na prática da fé", diz o Pew.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.