Egito reforça segurança no Sinai após morte de 16 guardas de fronteira

Atualizado em  29 de agosto, 2012 - 07:54 (Brasília) 10:54 GMT

O Exército do Egito aumentou sua ofensiva contra militantes islâmicos na península do Sinai, depois que 16 guardas de fronteira foram mortos em ataques neste mês.

O ministério da Defesa mandou tropas ao Sinai na tentativa de "caçar elementos terroristas", segundo uma das autoridades.

Pelo menos 11 militantes foram mortos e 23 foram presos até agora, em resposta aos atentados.

A falta de controle no Sinai, que faz fronteira com Israel e com a Faixa de Gaza, aumentou desde que o ex-presidente Hosni Mubarak foi deposto no ano passado.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.