BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 07 de janeiro, 2008 - 08h17 GMT (06h17 Brasília)
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
Levadinhos da breca
 
Ivan Lessa
O novo governo de Gordon Brown não é dos mais populares. Depois de mais de uma década do partido Labour no poder, pela primeira vez o partido Conservador leva chance nas próximas eleições.

As iniciativas do novo governo, em tudo e por tudo, não têm sido recebidas entre palmas delirantes de entusiasmo. Algumas chegam a ser apupadas na rua e vaiadas no Parlamento, exagerando só um pouquinho.

As almas mais caridosas, ou aquelas que simplesmente se limitam a votar no partido do governo, chamam de "controvertidas" algumas medidas que as mentes mais equilibradas se pudessem abateriam a tiros.

Por falar em tiros...

Bangue-bangue no jardim-de-infância

O Departamento para Crianças, Escolas e Famílias, organização governamental que zela por aquilo que seu nome indica, acaba de se pronunciar a respeito de uma questão delicada, por assim dizer.

Logo agora, para encerrar o ano, o órgão se manifestou dizendo que os meninos do jardim-de-infância deveriam ser encorajados a brincar com revólveres de brincadeira. Pelo menos, fizeram a concessão de dizer que eram de brincadeira. Não deram muita ênfase. Eu é que estou sublinhando.

Segundo as autoridades educadoras, uma arma de fogo, mesmo de matéria plástica, é de grande utilidade acadêmica no desempenho escolar da petizada.

À guisa de explicação, foi adiantado o dado de que os meninos entre os 3 e os 5 anos são deixados para atrás pelas meninas de seu grupo etário devido – sempre segundo o tal educativo departamento governamental – ao fato de que as equipes responsáveis pelos jardins-de-infância proíbem o uso de qualquer brincadeira que tenha no meio revólver, pistola, metralhadora, lança-chamas e foguetes inclusive, mesmo de mentirinha.

Prosseguem os luminares conceituando um fato dos mais surpreendentes: dizem que "a garotada se interessaria mais em se instruir e melhoraria em muito seu aprendizado" – esse pisar com os dedos dos pezinhos no mundo dos mais velhos, aliás mais velhos e burros – se encorajada a brincar como e com o quê quiser.

Uma generalização perigosa como uma mina plantada no campo de recreio infantil.

Contra-ataque

Por um golpe – Pam! exclamaria aquele guri com um pedaço de pau na mãozinha – por um golpe de sorte, ia eu dizendo, os professores não acharam sensacional a idéia. Os devidos sindicatos se referiram à medida, ainda em fase de mero (mero!) conselho, como profundamente controversa.

Segundo os "fessores" e as "fessoras", as armas de fogo, mesmo de fingimento, são "símbolos de agressão". Reconforta-me notar a perspicaz percepção dos mestres deste país em relação a uma Kalashnikov ou Uzi, ainda que de matéria plástica, em mãos de uma garotada que ainda quase que engatinhando.

Não pára aí a crítica dos educadores. Alegam que o governo, além do mais, está fazendo da garotada um estereótipo. Isso lá é hora de se preocupar com estereótipos? Estereótipo é o último dos problemas da espinhosa questão.

Conclusão e sugestão

Conforme resolução de ano novo, não assino coluna sem chegar a uma conclusão.

Desta vez, em homenagem ao ano ainda de chupeta na boquinha, às vésperas dos exames escritos e orais para ingressar no seu prometido jardim-de-infância, concluo o seguinte: a turma que bolou essa história está fazendo bobagem e bobagem da grossa. Além do mais, fora do penico.

Quanto à sugestão, é muito simples: no fim do ano letivo, espalhem entre a moçada – afinal nunca é cedo para se começar, confere? – licença especial para o porte de armas. Das pra valer. Que não brincam em serviço. Para cunhar uma expressão: Then the inana would begin.

Daí começaria a inana.

 
 
Arquivo - Ivan
Leia as colunas anteriores escritas por Ivan Lessa.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
Arte? Uma piada
04 janeiro, 2008 | BBC Report
Frases e resoluções de ano novo
02 janeiro, 2008 | BBC Report
Feliz ano... o quê mesmo?
31 dezembro, 2007 | BBC Report
Ano vai, ano vem
28 dezembro, 2007 | BBC Report
'Feriz' Natal
24 dezembro, 2007 | BBC Report
Eu quero meu dinheiro!
21 dezembro, 2007 | BBC Report
Fantasmas de Natal
19 dezembro, 2007 | BBC Report
Leituras várias
17 dezembro, 2007 | BBC Report
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail   Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade