BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 13 de junho, 2007 - 07h44 GMT (04h44 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Vilarejo britânico quer ser 'carbono zero'; assista
 

 
 
Escola em Ashton Hayes
A escola aderiu logo ao projeto de carbono zero
Um pequeno vilarejo de apenas mil habitantes no norte da Grã-Bretanha vem ganhando a atenção de ambientalistas do mundo todo.

Sem grandes projetos faraônicos e contando apenas com as iniciativas pessoais de seus moradores, Ashton Hayes pretende se tornar a primeira cidade do país considerada neutra em relação às emissões de gases que provocam o efeito estufa.

A idéia é que cada morador consiga reduzir ao máximo seu consumo de energia, e conseqüentemente, de emissões de poluentes, para que em um prazo não muito remoto o vilarejo não tenha absolutamente mais nenhum impacto sobre o aquecimento global.

Jacqui Malpas, moradora de Ashton Hayes
Jacqui Malpas optou por uma horta em lugar de estacionamento

A tarefa é árdua. Segundo um levantamento da Universidade de Chester, que acompanha o projeto, antes de seu início os moradores de Ashton Hayes eram responsáveis por emissões de poluentes até 30% mais altas do que a média nacional.

Um novo levantamento da universidade, ainda em curso, deve indicar o quanto habitantes do vilarejo já conseguiram cortar.

Os esforços para atingir o objetivo incluem iniciativas como a instalação de painéis de energia solar ou turbinas para geração de energia eólica, a troca de lâmpadas por modelos de baixo consumo de energia e até mesmo esquemas de caronas para reduzir o uso de carros.

Impacto

São pequenas iniciativas pessoais, mas os moradores do vilarejo acreditam que, juntos, podem ter um impacto e influenciar outros a seguirem o mesmo caminho.

O vereador Gary Charnock, idealizador do projeto, diz que o que os moradores de Ashton Hayes estão demonstrando que, mesmo sendo poucos, eles podem ter um impacto sobre o aquecimento se trabalharem juntos.

Gary Charnock, vereador
O vereador Gary Charnock quer dar um exemplo a outras cidades

Enquanto governos no mundo todo relutam em se comprometer em poluir menos, muitos vêem as iniciativas da vila como uma alternativa mais viável.

Para Doug Parr, diretor de políticas do Greenpeace, em Londres, o projeto de Ashton Hayes demonstra que as pessoas não precisam mais esperar que seus governos adotem políticas ou criem impostos para começar a trabalhar no combate ao aquecimento global.

Os moradores da vila têm a consciência de que somente suas ações, por mais sucesso que tenham em reduzir seu consumo, não serão suficientes para conter o processo de aquecimento global.

Mas as idéias lançadas em Ashton Hayes já começam a ganhar o mundo. Outras 40 cidades na Inglaterra e até mesmo em países como Austrália e Canadá já lançaram programas inspirados no do vilarejo.

 
 
Ashton HayesCarbono Zero
Vilarejo inglês muda hábitos.
Veja
 
 
Casa 'verde'
Grã-Bretanha apresenta projeto de casa carbono zero.
 
 
Mudança climática
'Preocupação com clima cresce mais no Brasil que no mundo'.
 
 
George W. BushReunião do G8
Para ambientalistas, proposta de Bush é passo para trás.
 
 
Meio ambiente
Governos 'têm cinco anos para evitar catástrofe climática'.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade