BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 07 de julho, 2006 - 12h10 GMT (09h10 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Sob críticas, Fifa premia o alemão Lukas Podolski
 

 
 
Lucas Podolski
Podolski já marcou três gols neste Mundial
A Fifa anunciou nesta sexta-feira a escolha do atacante alemão Lukas Podolski como melhor jogador jovem (até 21 anos) da Copa do Mundo em meio a críticas sobre os critérios utilizados pela entidade para a premiação.

O processo de escolha foi aberto à participação do público, que teve a oportunidade de votar no jogador preferido de uma lista com 40 nomes por meio do site oficial do Mundial. Mas à decisão final coube ao Grupo de Estudo Técnico (TSG na sigla em inglês) da Fifa.

Três dos finalistas ao prêmio saíram da votação do público e outros três foram escolhidos pelo grupo técnico. Na votação popular, Podolski aparecia apenas na quarta posição.

O site da Copa recebeu quase 1 milhão de votos. Devido ao limite de idade, nenhum jogador brasileiro concorria ao prêmio. O mais votado pelo público foi o equatoriano Luis Valencia, seguido pelo português Cristiano Ronaldo e pelo argentino Lionel Messi.

Os outros três finalistas, indicados pela Fifa, foram Podolski, o espanhol Cesc Fabregas e o suíço Tranquillo Barnetta.

“Podolski foi importante no ataque alemão e formou uma grande dupla com Miroslav Klose”, disse Holger Osieck, chefe do grupo de estudo técnico da Fifa. “Juntos, eles marcaram oito dos 11 gols da Alemanha.”

Ronaldo

Cristiano Ronaldo liderava a disputa popular até a partida das quartas-de-final em que Portugal derrotou a Inglaterra.

Depois do jogo, o português passou a ser criticado pela imprensa britânica por ter pressionado o juiz a expulsar o atacante inglês Wayne Rooney, que havia acertado um chute no zagueiro Ricardo Carvalho.

A partir de então, torcedores ingleses deram início a uma campanha para que Ronaldo fosse derrotado na votação do site da Copa. Um e-mail que circulou como spam na internet pedia votos para Valencia.

O atacante português foi um dos principais jogadores da seleção treinada pelo brasileiro Luiz Felipe Scolari na Copa.

Habilidoso e veloz, Ronaldo também demonstrou versatilidade em algumas partidas ao jogar não só pelas pontas, como costuma fazer com mais frequência, mas também em uma posição mais central.

Apesar de ter marcado apenas um gol no mundial, o jogador de 21 anos era a principal opção ofensiva de Portugal, que eliminou Holanda e Inglaterra antes de perder a semifinal para a França na última quarta-feira.

Fair play

O chefe do grupo de estudo técnico da Fifa admitiu que, no momento da decisão final sobre qual jogador ficaria com o prêmio, a disputa ficou reduzida a Podolski e Ronaldo.

Ao justificar a opção pelo atacante alemão, Osieck disse que Podolski jogou por mais tempo (563 minutos contra 392 do português) e fez mais gols do que Cristiano Ronaldo (três contra apenas um).

De acordo com o observador da Fifa, o grupo técnico adotou como principal critério a “eficiência” porque fatores como habilidade técnica e criatividade, que também teriam sido levados em consideração, são elementos mais “subjetivos”.

Pressionado por jornalistas britânicos, que criticaram a indicação de Ronaldo como segundo colocado e chegaram a chamar o jogador português de “trapaceiro”, Osieck reconheceu que o “fair play” também foi um dos critérios utilizados pelo grupo técnico.

Segundo o chefe dos observadores da Fifa, o jogador premiado deve ter uma atitude positiva e ser um modelo para os jovens.

Podolski recebeu o prêmio das mãos do ex-jogador Lottar Mathäus, ex-capitão e recordista de jogos pela seleção alemã. Mathäus disse que concordava com a escolha mas lamentava o fato do jovem atacante argentino Lionel Messi não ter sido muito utilizado na Copa pelo técnico José Pekerman.

Alheio à polêmica sobre a premiação, Podolski deixou a concentração da seleção alemã, que neste sábado enfrenta Portugal na disputa pelo terceiro lugar na Copa, para receber em Berlim o troféu de melhor jogador jovem do Mundial.

“Eu gostaria de ter vencido a Copa do Mundo, mas esse prêmio é uma honra e uma motivação para continuar a buscar o sucesso”, afirmou o atacante alemão.

 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade