BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 01 de junho, 2006 - 21h15 GMT (18h15 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Parreira minimiza tese de Pelé e elogia Mineiro
 

 
 
Cafu e Parreira no treino desta quinta em Weggis
Jogadores fizeram exercícios físicos e treinaram saída de bola
O técnico Carlos Alberto Parreira atribuiu nesta quinta-feira a convocação do volante Mineiro à boa fase que o jogador atravessa no São Paulo e minimizou a comparação que Pelé fez entre a atual Seleção Brasileira e a equipe campeã na Copa do Mundo de 1970.

Em tom de ironia, Parreira disse que não tem a “capacidade” que Pelé demonstrou, de acordo com o treinador, ao afirmar que os jogadores de 70 eram mais “organizados” do que os atletas atuais da Seleção.

“Eu tenho muita dificuldade em comparar épocas”, disse o técnico. “Trinta e seis anos fazem uma diferença muito grande na nossa vida, em qualquer setor de atividade. Não consigo comparar. Fico feliz que o Pelé consiga.”

Ao justificar os critérios que utilizou ao escolher Mineiro para o lugar de Edmílson, cortado da Seleção na quarta-feira por causa de uma lesão no joelho direito, Parreira evitou entrar em detalhes.

O treinador confirmou, no entanto, que o fato de Mineiro ainda estar em atividade, enquanto os jogadores que atuam na Europa estão de férias, contou a seu favor.

“A gente não tem muito tempo de preparação. A Copa começa daqui a oito dias”, disse Parreira. “O jogador está em forma e vem atuando muito bem pelo São Paulo. Por isso, eu acho que era o jogador indicado.”

O volante do São Paulo foi uma figura menos freqüente nas convocações anteriores de Parreira do que jogadores como Renato, do Sevilla, e Julio Baptista, do Real Madrid, que atuam no mesmo setor, mas acabaram preteridos na disputa pela vaga de Edmílson.

Folga

Ao longo desta quinta-feira, o treinador e os jogadores da Seleção também tiveram que comentar a polêmica causada pela publicação em um jornal suíço de fotos que mostravam sete atletas da equipe em uma boate na cidade de Lucerna.

As imagens foram registradas na noite de terça-feira, quando os jogadores estavam de folga após a goleada de 8 a 0 em um amistoso contra uma equipe local.

No dia seguinte, quando questionados sobre como havia sido a folga, o lateral Roberto Carlos e o atacante Adriano haviam dito que ficaram no hotel onde a Seleção estava hospedada na cidade de Weggis.

No entanto, os dois foram desmentidos nesta quinta pelas fotos publicadas pelo tablóide suíço Blick, que mostravam os jogadores da Seleção em uma casa noturna de Lucerna.

“Eu não menti. A única coisa que eu falei é que, no dia da minha folga, eu fiquei no hotel”, disse Roberto Carlos. “Eu fiquei no hotel mesmo. A única coisa que eu fiz foi sair um pouco do hotel com uns amigos, voltamos logo e nada mais.”

“Tomei uma bronca da namorada, mas está tudo em paz”, acrescentou, bem-humorado, o lateral. “Não fizemos nada demais. Ninguém voltou para o hotel bêbado ou drogado. Da minha vida, eu cuido.”

Parreira reagiu no mesmo tom. O técnico da Seleção afirmou que os jogadores voltaram para a concentração dentro do horário estipulado e tinham liberdade para fazer o que bem entendessem durante o tempo livre.

“Folga é folga, cada um faz o que quer desde que cumpra os horários predeterminados”, disse o treinador. “Eu não pergunto a vocês o que vocês fazem na folga de vocês. Não nos interessa e não interessa a vocês o que os jogadores fazem na folga.”

Treinos

Nesta quinta-feira, a Seleção Brasileira voltou a treinar em dois períodos na cidade de Weggis. Pela manhã, os jogadores fizeram exercícios físicos e praticaram a saída de bola. À tarde, Parreira procurou acertar o posicionamento defensivo da equipe.

“O meu objetivo nesse momento é que o time saiba se posicionar sem a bola e, com a bola, possa partir com velocidade”, afirmou o treinador. “Essa foi a idéia do treino.”

Pela manhã, representantes da Comissão Antidoping da Fifa fizeram uma visita de surpresa ao hotel onde a Seleção está hospedada.

Os jogadores Rogério Ceni, Luisão, Gilberto Silva e Juninho fizeram a coleta de urina para a realização de exame antidoping. O resultado dos testes deve sair em 48 horas.

No próximo domingo, a equipe brasileira realiza o último amistoso antes da estréia na Copa do Mundo. O adversário da partida, em Genebra, será a seleção da Nova Zelândia.

 
 
PeléPelé
Para ele, Seleção Brasileira de 70 derrotaria a de 2006.
 
 
RonaldinhoPelé x Ronaldinho
Para Pelé, Seleção de 70 bateria a de 2006. O que você acha?
 
 
Ronaldo na Copa de 2002Memória
Conheça a história de todas as Copas, desde 1930.
 
 
Guia dos estádios
Conheça cada um dos campos da Copa da Alemanha.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade