BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 14 de outubro, 2004 - 22h07 GMT (19h07 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Creme vaginal previne infecção do HIV em macacas
 
Célula imunológica infectada pelo HIV
Maior parte das infecções pelo HIV acontece por transmissão sexual
Uma equipe formada por cientistas de diversos países afirma ter desenvolvido um remédio que impede que o vírus da Aids seja transmitido para a fêmea do macaco por intermédio de relações sexuais.

Os cientistas dizem esperar que sua pesquisa seja um passo no desenvolvimento de um creme que possa ser usado por seres humanos para prevenir a infecção pelo HIV.

Segundo os cientistas, o vírus se prende a células específicas da vagina.

"A grande maioria das infecções pelo HIV no mundo acontece por transmissão sexual, mais comumente por relações heterossexuais", disse Michael Lederman, um dos cientistas que participaram do estudo.

Mucosa

"Não se sabia ao certo como o HIV era transmitido na mucosa e, assim, qual caminho deveria ser bloqueado para que a infecção não acontecesse", acrescentou.

A equipe de cientistas aplicou uma solução com alta concentração de um mensageiro imunológico natural alterado (milhares de vezes mais eficiente do que o mensageiro não alterado) às membranas vaginais de macacas Rhesus.

 Agora que mostramos que é possível bloquear a transmissão do vírus pela vagina de macacas e que identificamos a molécula-alvo, a porta está aberta para o desenvolvimento de um agente tópico que pode prevenir a infecção em seres humanos.
 
Michael Lederman, um dos cientistas que participaram do estudo

Essa solução agiu sobre moléculas superficiais, que são usadas pelo HIV para entrar no sistema imunológico.

Em seguida, os pesquisadores expuseram as macacas a altas doses do vírus. A solução conseguiu proteger os animais com sucesso, sem que tenham sido detectados efeitos colaterais.

"Ainda há muito trabalho a ser feito antes que tenhamos um método fácil e de baixo custo para bloquear a transmissão do HIV por intermédio de membranas vaginais", afirmou Lederman.

Preservativo

"Mas nós demos um passo importante. Agora que mostramos que é possível bloquear a transmissão do vírus pela vagina de macacas e que identificamos a molécula-alvo, a porta está aberta para o desenvolvimento de um agente tópico que pode prevenir a infecção em seres humanos", disse o cientista, da Case Western Reserve University, em Cleveland, Ohio.

De quatro milhões a seis milhões de pessoas são infectadas a cada ano pelo vírus da Aids, a maioria das quais por meio de relações sexuais sem proteção.

"Há uma necessidade real para uma estratégia de prevenção de uso tópico que as mulheres possam controlar. Isso é particularmente importante em ambientes onde os homens não necessariamente usam preservativos", afirmou Lederman.

As descobertas foram apresentadas nesta quinta-feira na 23ª Conferência Anual de Repórteres de Ciência da Associação Médica Americana, em Washington.

O estudo foi publicado na revista Science.

 
 
Positive Lives
Veja fotos de projeto que quer tirar estigma da Aids.
 
 
Concurso de fotos
Briga de andorinhas vence votação de internautas.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
 
 
LINKS EXTERNOS
 
A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo dos links externos indicados.
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade