BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 30 de agosto, 2004 - 10h27 GMT (07h27 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Ivan Lessa: O tempo e os ingleses
 
Ivan Lessa
Dizem que os ingleses falam muito do tempo. Não está aqui quem vai desmentir o mito.

Vou até mais longe e sustento que eles só falam do tempo para que as autoridades não impliquem comigo e minha expatriação, já que na época em que nesta ilha fixei residência ainda não estava em moda pedir asilo político.

Não há muita medalha de ouro olímpica para se discutir. Futebol, eles acham muito mais divertido jogar uma garrafa no bandeirinha ou saírem na mão entre si do que discutir técnicas adotadas pelos treinadores estrangeiros aqui dando suas luzes.

Nos bares, eles bebem, bebem, comem amendoim e batatinha frita, começam a falar do tempo, passam mal e, quando dá, voam para o banheiro e vomitam a alma. O tempo é o mais refinado dos assuntos.

Por tempo, refiro-me à chuva. É assim que os ingleses eufemisticamente o chamam: chuva.

Sol é uma coisa que dá na Espanha, banha tourada e turista na praia bebendo sangria em copinho de papel. Neve também não se viu mais.

Esse governo do Tony Blair está na bica de passar por um processo de impedimento judicial de seu cargo.

Processo aliás originado aqui mesmo há bem uns seis séculos e que no Brasil corre pelo curioso nome de impeachment, havendo até mesmo quem diga, e escreva nas folhas, que o ex-presidente Collor, por exemplo, foi “impichado”.

Como vêem, em matéria de papo nós somos muito mais interessantes que os ingleses, inclusive de forma bilingue.

A possível destituição de Blair é menos discutida do que a chuvinha que caiu ontem em Chelsea. Concordo em gênero, número, grau e guarda-chuva, embora de capa e galochas já seja um exagero. A chuva é interessante. Política e poder não são.

Por isso tudo é que tomo a liberdade, como quem leva o cálice de vinho branco morno aos lábios, e discordo solenemente das queixas que tenho visto nos jornais a respeito do chuvoso mês de agosto, agora agonizante.

Virou recorde, tudo indica. Média de 120 mm de chuva para o normal, que é de 77 mm. Esses 43 mm a mais de chuva foram o que de melhor por aqui se passou.

Dos 43 mm extras, registre-se que pelo menos 21 deles foram em cima de minha cabeça ou diante de minha casa.

 
 
Arquivo - Ivan
Leia as colunas anteriores escritas por Ivan Lessa.
 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
 
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade