BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 07 de abril, 2004 - 13h24 GMT (09h24 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Ivan Lessa: L'Entente Cordiale
 
Ivan Lessa
2004 é um ano farto em centenários. Para ser franco, eu preferia estar em 1904. Uma questão de lógica.

Esta semana, no dia 8 de abril, para ser preciso, comemora-se (ocorre, tem lugar – tudo menos “acontece”, s´il vous plait) os cem anos do L´Entente Cordiale, evento que, resumindo muito – mas muito mesmo – foi o jeito encontrado para o Reino Unido e a França não viverem às turras por aí mandando pedra, flecha, bala, bomba – o que for – um no outro.

O tratado objetivava a harmonia. Isto é, foi uma farta distribuição de nacos coloniais entre as duas potências. Vocês, franceses, ficam com o Marrocos enquanto que nós, britânicos, vamos de Egito.

Na ocasião, serviu-se também outros canapés, feito algumas disputas na África e – isso é importante – a pesca de isca (sim, pesca de isca) na Terra Nova, no Canadá.

Visitas mútuas

A Rainha Elizabeth foi a Paris e, em novembro, seu equivalente francês, Jacques Chirac, de coroa bem mais vistosa, virá a Londres.

O importante é que, nestes cem anos, apesar das diferenças – e o Iraque é a mais recente –, os dois países não tentaram se trucidar.

Fazem beicinho, gracejam, mas a birra não vai além, digamos assim, daquela que já tivemos com a Argentina, quando este era um país digno do nome. (Viram como é que se faz?)

Na verdade, os ingleses implicam mais com os franceses do que estes com os ingleses. E o negócio é em Paris. No interior da França, ligam muito menos para les rosbifs, que é como os ingleses são conhecidos.

Cá entre nós, camponês, esses caras, não gostam mesmo é de parisiense. Inglês? Tudo bem, contanto que não chateiem muito.

Pesquisa

Um jornal britânico, The Guardian, fez uma pequena pesquisa de pouca validade científica, como todas pesquisas, e descobriram alguns dados interessantes.

Por exemplo: 76% dos ingleses admiram o interior da França, mas não os franceses, que são menos queridos que os, claro, americanos; 55% dos ingleses preferem os espanhóis aos franceses.

Entre os franceses mais conhecidos nestas ilhas estão, em primeiro lugar, uma surpresa, Chirac, seguido de Brigitte Bardot e até mesmo o cantor Sacha Diestel.

Entre os franceses? Não tiveram dúvida: escolheram a Rainha Elizabeth seguida de outra rainha, Margaret Thatcher, acompanhada de perto pelo David Beckham.

Cozinha, tanto inglesa quanto francesa, são motivo de hilariedade nos dois países. Tsk, tsk, tsk.

 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
 
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade