BBCBrasil.com
70 anos 1938-2008
Español
Português para a África
Árabe
Chinês
Russo
Inglês
Outras línguas
 
Atualizado às: 12 de janeiro, 2004 - 11h43 GMT (09h43 Brasília)
 
Envie por e-mail Versão para impressão
Ivan Lessa: Insuportável leveza no ar
Ivan Lessa

A questão de reciprocidades e princípios, tanto turísticos quanto terroristas, continua em pauta.

"Devagar se vai" sempre foi um dos motes adotados por nossa oficialidade.

Claro que, no deixar o que muita gente pouco patriota chama de "Bananão", há uma certa ordem, algum progresso, muita pressinha.

No meio dessa confusão toda de fotografia colorida e negra datiloscopia, esqueceram-se todos dos 900 brasileiros presos nos Estados Unidos como imigrantes ilegais.

Segundo nosso ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, a “situação está ficando insuportável” e é necessária uma solução urgente.

A maioria de nossos parlamentares, já irritada com o que ficou conhecido, conforme definição daquele controvertido juiz federal matogrossense, como "digno dos piores horrores já cometidos pela Alemanha nazista", defende uma intermediação do governo para trazer os brasileiros de volta.

Por quê?

Porque voltar algemado em vôo fretado contraria a política do Itamaraty. Qual a política do Itamaraty? Não se sabe. Depende. Depois a gente vê. Por aí.

Em meados do ano passado, muitos brasileiros já estavam dentro de um vôo no aeroporto de Houston, no Texas, rumo a Minas Gerais, que quem te conhece não esquece jamais, quando o vôo foi cancelado, tendo o governador de Minas, Aécio Neves, também demonstrado seu descontentamento (Como? Trincou os dentes e bateu os pés?).

Ao que parece, lendo-se nas entrelinhas, as únicas que existem, o espaço aéreo brasileiro é "conspurcado trazendo degredados com algemas".

Não se esclarece se, sem algemas, tudo bem. O ministro da Justiça, no entanto, é claro, além de taxativo: há um confronto dialético entre o direito de os brasileiros passarem o Natal ao lado das famílias e a tal da conspurcação.

O ministro pediu a opinião dos parlamentares, o que, cá entre nós, não deixa de ter uma certa graça.

Natal veio e Natal foi e os ilegais continuam degredados porém sem conspurcar ou serem conspurcados.

O deputado Nilson Mourão (PT-AC) acha que ficar preso nos EUA é mais humilhante que vir para o Brasil em um vôo fretado. Um cavalheiro sagaz, o Mourão.

Por fim, o deputado Paulo Baltazar (PSB-RJ) sugeriu que todos os parlamentares doassem passagens para os compatriotas presos no (ex?) país amigo do Norte.

Não se sabe quanto a caixinha recolheu.

 
 
NOTÍCIAS RELACIONADAS
 
 
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
 
Envie por e-mail Versão para impressão
 
 
Tempo | Sobre a BBC | Expediente | Newsletter
 
BBC Copyright Logo ^^ Início da página
 
  Primeira Página | Ciência & Saúde | Cultura & Entretenimento | Vídeo & Áudio | Fotos | Especial | Interatividade | Aprenda inglês
 
  BBC News >> | BBC Sport >> | BBC Weather >> | BBC World Service >> | BBC Languages >>
 
  Ajuda | Fale com a gente | Notícias em 32 línguas | Privacidade