BBC navigation

Brasil 'violento' e 'jogando feio' decepciona comentaristas na Grã-Bretanha

Atualizado em  5 de julho, 2014 - 15:35 (Brasília) 18:35 GMT
Carlos Bacca da Colômbia enfrentado por Fernandinho do Brasil (Foto de Robert Cianflone/Getty Images)

'O Brasil comete faltas o tempo todo e conseguiu se safar', disse ex-atacante inglês

As seleção brasileira está decepcionando admiradores no mundo inteiro e foi de uma dureza fora do comum na partida contra a Colômbia, na opinião de comentaristas britânicos da BBC.

O Brasil cometeu 31 faltas, contra 23 da Colômbia.

Para Chris Waddle, ex-atacante e um dos principais jogadores da Inglaterra na Copa de 1990, esse "estilo" do Brasil faria da seleção "uma das piores equipes a vencer a Copa do Mundo", caso o time da casa vença a competição.

"Eles (os jogadores brasileiros) não deixam ninguém passar a bola. Param o lance no momento em que temem algum perigo", disse Waddle.

"Deveriam ter levado pelo menos uns cinco cartões amarelos, em vez de dois. Eles perderam o Thiago Silva (que levou o 2º cartão amarelo) para a semifinal, mas foi merecido".

"O Brasil comete faltas o tempo todo e conseguiu se safar", disse o ex-atacante inglês.

Outro ex-jogador da seleção inglesa, Danny Mills, viu o desempenho da seleção brasileira contra a Colômbia como um reflexo da "vontade de ganhar a qualquer custo, não importa como".

"Os jogadores brasileiros querem ganhar, querem a medalha de vencedor e farão de tudo para consegui-la".

"Ninguém vai ligar se eles ganharem (a Copa) jogando feio. Se eles perderem, aí será outra história", disse Mills.

Tim Vickery, correspondente da BBC inglesa e colunista da BBC Brasil, disse que a seleção brasileira está perdendo "vários amigos" no mundo inteiro, "que cresceram com a imagem cavalheiresca do futebol brasileiro".

"Eles não tiveram fluxo de jogo no segundo tempo (contra a Colômbia), mas trabalharam que nem loucos para impedir que a Colômbia o tivesse".

"Eles conseguiram o seu objetivo. Ainda podem ganhar partidas, mas seus admiradores vão ficar desapontados com o que estão vendo nesta Copa".

Mark Lawrenson, jogador do Liverpool e da seleção irlandesa na década de 80, diz que Thiago Silva e Neymar, ausentes na semifinal contra a Alemanha, são justamente "os dois jogadores que o Luiz Felipe Scolari não gostaria de ter quer abrir mão".

Para o comentarista, sem Thiago Silva e Neymar, "eu acho que a Alemanha deve vencer o Brasil".

O desempenho da seleção fez o Brasil cair na lista de favoritos ao título nas casas de apostas britânicas.

No início do torneio, o Brasil era o favorito isolado. Agora, o favorito na maioria das casas é a Alemanha, seguida da Argentina, com o Brasil em terceiro.

Algumas casas, porém, ainda colocam o Brasil como favorito, empatado com a Alemanha e a Argentina, pelo menos até o momento do fechamento dessa reportagem.

Comentários

Não são aceitos mais comentários

Vá para a página de comentários
 
 

Comentários 5 de 16

 

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.